Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Pedidos de Roger são prioridades para o Atlético-MG antes do fim do ano

(Foto: Reprodução Facebook) - Pedidos de Roger são prioridades para o Atlético-MG
(Foto: Reprodução Facebook)

ENRICO BRUNO E THIAGO FERNANDES

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Após acertar as chegadas de Felipe Santana e Danilo Barcelos e encaminhar o acordo com Bruno Rodrigo, o Atlético-MG traçou uma nova prioridade para o fim deste ano. Atender aos pedidos de Roger Machado para 2017.

O treinador solicitou a chegada de volantes – Rithely está entre os desejos – e do meia-atacante Marlone. A diretoria corre contra o tempo para cumprir as promessas ao técnico gaúcho e buscar no mínimo a dupla para a próxima temporada.

A intenção do presidente Daniel Nepomuceno e do diretor de futebol Eduardo Maluf é que ambos sejam contratados antes de 31 de dezembro. O panorama das negociações é favorável aos mineiros.

Marlone tem a situação mais fácil. Atlético e Corinthians discutem somente a forma de pagamento para a liberação do jogador. Os mineiros ofereceram 3 milhões de euros (R$ 10,25 milhões) e o perdão da dívida de 400 mil euros (R$ 1,3 milhão) referente à contratação de Giovanni Augusto pelos paulistas em janeiro deste ano.

As tratativas pelo meia-atacante devem ter um desfecho após a sua chegada ao Brasil, prevista para 28 de dezembro. Ele se encontra nos Estados Unidos, onde passa férias com os familiares.

As conversas para a chegada de Rithely ainda são incipientes. A diretoria do Atlético se reuniu com um empresário ligado ao estafe do jogador a fim de alinhavar um acordo. A ideia é oferecer jogadores que estão fora dos planos da comissão técnica em troca do empréstimo do volante.

O atleta de 25 pode ser trocado pelo lateral direito Patric e o centroavante Rafael Moura. O Galo propôs a troca da dupla pelo meio-campista. Caso o desfecho seja positivo, os jogadores assinarão contrato de uma temporada e terão os direitos fixados ao término de 2018.