Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Presidente do Guarani vê seu ciclo no clube no fim e não quer mais um mandato

 (Foto: Divulgação) - Presidente do Guarani vê seu ciclo no clube no fim
(Foto: Divulgação)

Após a eliminação do Guarani na fase de classificação do Campeonato Paulista, o presidente do clube, Palmeron Mendes Filho, afirmou que vê a sua passagem chegando ao fim. O dirigente disse que não pretende mais se candidatar após março de 2020, quando seu mandato termina.

"Não tenho interesse em me candidatar. Meu compromisso e dos membros do atual Conselho de Administração é até março de 2020. Depois disso não vou concorrer a mais nada", cravou Palmeron, que tem sido muito criticado por opositores que o ameaçam com um processo de impeachment.

O presidente tem sido muito cobrado pela torcida, principalmente após o início ruim na temporada de 2019. O Guarani foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil pelo Avenida, que foi rebaixado no Campeonato Gaúcho, e no último sábado perdeu por 3 a 0 para a rival Ponte Preta, no Campeonato Paulista, e não passou da primeira fase do Estadual.

A derrota no dérbi de número 193 ainda rendeu a demissão do técnico Osmar Loss, que chegou no início do ano para encabeçar o projeto da temporada de 2019, que tem a Série B do Campeonato Brasileiro como principal competição.

Com a saída do treinador, a diretoria procura um substituto para comandar o Guarani até o final do ano. Vinícius Eutrópio, ex-Chapecoense, aparece como um dos favoritos, mas ainda não há uma definição. Marcelo Chamusca, Vinícius Bergantin e Vinícius Munhoz também estão no radar.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo