Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Projeto de concessão do Ibirapuera prevê arena multiuso para 20 mil pessoas

(Foto: Reprodução) - Projeto de concessão do Ibirapuera prevê arena multiuso para 20 mil
(Foto: Reprodução)

O governador João Doria enviou à Assembleia Legislativa de São Paulo projeto de lei que autoriza a concessão do Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães à iniciativa privada. O pedido, "em caráter de urgência", foi publicado nesta terça-feira no Diário Oficial do Estado.

Fazem parte do conjunto desportivo o Ginásio do Ibirapuera, o Estádio Ícaro de Castro Mello, o Conjunto Aquático Caio Pompeu de Toledo, o Ginásio Poliesportivo Mauro Pinheiro e o Palácio do Judô. Doria apresenta como argumento o fato de o Estado ter perdido espaço no cenário esportivo e cultural. A gestão Doria alega que a atual estrutura existente tem capacidade para aproximadamente 10 mil pessoas, está obsoleta e não atende aos padrões mínimos internacionais.

Em 2018, segundo a gestão Doria, apenas 6 mil pessoas, em média, frequentaram o complexo mensalmente. O custo de manutenção é de R$ 18 milhões por ano, enquanto a arrecadação gerada é de aproximadamente R$ 2,5 milhões, gerando déficit orçamentário aproximado de R$ 15 milhões.

A previsão é de que o período da concessão não supere 35 anos. Quem vencer a licitação terá de fazer "a construção, instalação, manutenção e exploração de uma arena multiuso, bem como a construção, reforma, modernização, instalação, manutenção e exploração de outros equipamentos no local". Deverá ser construída no local uma arena com capacidade para pelo menos 20 mil expectadores.

Essa não é a primeira vez que o Governo do Estado tenta entregar o Complexo do Ibirapuera à iniciativa privada. Em 2017, o governador Geraldo Alckmin chegou a lançar um chamamento público. Nove empresas se inscreveram e foram aprovadas pelo Governo do Estado para apresentar estudos. A expectativa era de que fossem investidos cerca de R$ 230 milhões em obras de modernização no local.

O Ginásio do Ibirapuera teria a capacidade reduzida de 10 mil para sete mil lugares, com poltronas de cinema em 30% dos lugares e sistema de ar condicionado. A inspiração era o Madison Square Garden, em Nova York. Já o Estádio Ícaro de Castro Mello seria transformado em uma arena multiuso com capacidade para 20 mil pessoas.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo