Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Reeleito pelo COB, Nuzman anuncia que será candidato à presidência da Odepa

Reeleito presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) no mês passado, quando foi confirmado para seguir no cargo até 2020 ao figurar como candidato único neste pleito, Carlos Arthur Nuzman anunciou nesta quinta-feira que irá se candidatar à presidência da Organização Pan-Americana de Esportes (Odepa).

O dirigente, que também foi o presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos do Rio-2016, concorrerá ao posto em eleição prevista para acontecer no final de abril de 2017, no Uruguai. A informação da candidatura do brasileiro foi revelada pelo prestigiado site Inside the Games, que conversou com o brasileiro durante assembleia geral da Associação de Comitês Olímpicos Nacionais (ANOC, na sigla em inglês), em Doha, no Catar.

Nuzman tá tem quatro outros concorrentes confirmados na eleição de abril. São eles: Keith Joseph (secretário-geral do Comitê Olímpico de São Vicente e Granadinas), Richard Peterkin (natural de Santa Lúcia e membro do Comitê Olímpico Internacional), José Joaquín Puello, líder do Comitê Olímpico Dominicano, e Neven Ilic, presidente do Comitê Olímpico do Chile.

O uruguaio Julio Maglione, que também preside a Federação Internacional de Natação (Fina), vem ocupando a presidência da Odepa de forma interina desde 2015, quando faleceu Mario Vázquez Raña, mexicano que estava à frente da entidade pan-americana há nada menos do que 40 anos.

Agora confirmado como candidato ao cargo máximo da Odepa, Nuzman foi reeleito, no último dia 4 de outubro, para o seu sexto mandato como presidente do COB, posto que ele assumiu pela primeira vez em 1995. Candidato único, ele recebeu 24 votos entre 29 possíveis - quatro confederações e a comissão de atletas do COB não enviaram representantes para a eleição que serviu apenas para aclamar o dirigente como líder da entidade durante mais um ciclo olímpico.