Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Sampaoli minimiza confirmação de pena à Bolívia que mantém Argentina em 5º lugar

O técnico da Argentina, Jorge Sampaoli, minimizou em entrevista coletiva nesta terça-feira a decisão da Côrte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) que ratificou a punição imposta pela Fifa à Bolívia - perda dos pontos somados contra o Chile (empate por 0 a 0) e Peru (vitória por 2 a 0) - por utilizar de maneira irregular o jogador Nelson Cabrera, um paraguaio naturalizado boliviano, durante as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2018.

A pena provocou modificações na tabela do qualificatório sul-americano para o Mundial e teve impacto negativo para a Argentina. Com a mudança na pontuação, a seleção chilena passou a ter 23 pontos, um a mais que os argentinos (22), que seguem em quinto lugar e hoje teriam que disputar uma repescagem com um representante da Oceania para garantir presença na Copa.

"A opinião da CAS não é algo que depende de nós. É por isso que, desde o início, trabalhamos para mudar essa situação. Hoje, o mais importante é o jogo com o Uruguai. Não temos falado sobre a decisão da Côrte entre os integrantes da comissão técnica ou com nenhum jogador", afirmou Sampaoli na conferência de imprensa concedida no CT da seleção argentina em Ezeiza, cidade da Grande Buenos Aires.

A Argentina terá o desafio de vencer o Uruguai, nesta quinta, às 20 horas (horário de Brasília), em Montevidéu, pela 15ª rodada das Eliminatórias, para tentar se colocar entre os quatro primeiros na tabela. Mas o treinador da seleção evitou divulgar a equipe que iniciará a partida, ressaltando apenas a importância da vitória.

"Ontem (segunda-feira) nós treinamos com um grupo e hoje com outro. O time ainda não está confirmado, mas temos alternativas diferentes para jogar um jogo tão importante quanto este", complementou Sampaoli.

Na mesma quinta-feira em que a Argentina encara os uruguaios, a Bolívia, com apenas dez pontos, terá pela frente o Peru, em Lima. O Chile jogará em casa diante do Paraguai. O Brasil, líder da competição, enfrenta o Equador em Porto Alegre, enquanto a Venezuela, lanterna do qualificatório sul-americano, receberá a Colômbia.

Massa na Rússia - Tudo sobre o maior evento de Futebol do Mundo!