Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Santos vira sobre a Ponte, desbanca Flamengo e vira vice-líder do Brasileirão

(Foto: Reprodução Facebook) - Santos vira sobre a Ponte e vira vice-líder do Brasileirão
(Foto: Reprodução Facebook)

O Santos segue sonhando com o título brasileiro. O time da Baixada venceu a Ponte Preta por 2 a 1, de virada, neste domingo, no Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), e desbancou o Flamengo, tornando-se o novo vice-líder da tabela do Brasileirão. O jogo foi remarcado para a manhã deste domingo, após ser agendado inicialmente para a noite de sábado.

A alteração, anunciada pela CBF somente na noite de sexta-feira, causou revolta no clube santista. Por isso, o time entrou em campo neste domingo com uma mensagem de protesto na camisa do uniforme. Em vez dos nomes dos jogadores, estava estampado os dizeres "Faltou Respeito", que serviu como crítica direta à entidade responsável por gerir o futebol brasileiro.

Com a vitória, o time de Dorival Júnior chegou a 64 pontos, ultrapassando o Flamengo, que empatou com o Botafogo por 0 a 0 no sábado, e assumindo a vice-liderança do Brasileirão. O líder Palmeiras tem três pontos a mais e entra em campo ainda neste domingo para enfrentar o ameaçado Internacional, no Allianz Parque, em São Paulo.

A Ponte Preta, por sua vez, segue com 45 pontos e se complica na briga por uma vaga no G6. O time campineiro está seis pontos abaixo do Atlético-PR, que começou a rodada na sexta posição, e perdeu boa oportunidade de se aproximar da disputa por uma vaga na próxima Libertadores.

O JOGO - O Santos começou melhor, mas não conseguia transformar a superioridade na posse de bola em chances de gol. Aos poucos, a Ponte Preta foi se soltando e surpreendeu em um rápido contra-ataque. Wendel foi lançado na área e o zagueiro David Braz chegou atrasado derrubando o adversário e cometendo pênalti. William Pottker cobrou bem e abriu o placar para os mandantes aos 21 minutos.

A equipe da Baixada "sentiu" o gol e não conseguiu mais reproduzir o bom futebol dos primeiros minutos de partida. Sob um sol forte em Campinas, os dois time mostraram desgaste físico e o jogo caiu de rendimento até o intervalo.

A resposta santista só veio no segundo tempo. Aos oito minutos, Ricardo Oliveira chegou a balançar as redes, mas a jogada já estava parada com a marcação de um impedimento de Copete. Na sequência, o atacante colombiano teve boa chance para finalizar após cobrança de escanteio, mas bateu para fora.

De tanto insistir, o Santos chegou ao empate aos 21 minutos. Copete serviu Léo Cittadini e o meia, em seu primeiro lance após entrar no lugar de Vitor Bueno, bateu cruzado. Aranha deu rebote e Ricardo Oliveira concluiu para o fundo do gol.

Após o gol, a pressão santista cresceu ainda mais, com direto a cabeçada de Copete no travessão e gol incrível perdido por David Braz. O time visitante seguiu dominando a partida e chegando ao ataque com perigo até os 43 minutos, quando Léo Cittadini recebeu pela direita e serviu Copete, que dessa vez não teve trabalho para completar contra o gol vazio e garantir a vitória santista de virada.

As duas equipes só voltam a campo na quinta-feira, dia 17 de novembro, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Santos recebe o Vitória na Vila Belmiro e a Ponte Preta visita o Inter no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

FICHA TÉCNICA:

PONTE PRETA 1 x 2 SANTOS

PONTE PRETA - Aranha; Nino Paraíba, Antonio Calos, Douglas Grolli e Reinaldo; João Vitor (Abuda), Wendel (Thiago Galhardo), Maycon (Elton) e Rhayner; Clayson e William Pottker. Técnico: Eduardo Baptista.

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Fabián Noguera (Yuri) e Zeca; Renato, Thiago Maia, Jean Mota (Arthur Gomes) e Vitor Bueno (Léo Cittadini); Copete e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.

GOLS - William Pottker (pênalti), aos 21 minutos do primeiro tempo. Ricardo Oliveira, aos 21, e Copete, aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Abuda (Ponte Preta); David Braz (Santos).

ÁRBITRO - Bráulio da Silva Machado (SC).

RENDA - R$ 103.740,00.

PÚBLICO - 10.208 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).