Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

'Time precisa de alma', cobra Abel ao ser apresentado no Fluminense

O novo técnico do Fluminense, Abel Braga, foi duro com o atual elenco e deu um recado claro para quem vai ficar para 2017. Sem mais delongas, o treinador disse que o tricolor precisa ter alma em campo e que ele não viu isso nesta temporada.

Vale ressaltar que o presidente Pedro Abad prometeu uma verdadeira reformulação no futebol e muitos atletas deverão deixar o clube. O maior problema no momento são os contratos longos com jogadores que não estão nos planos, como Gum, por exemplo.

"Venho para buscar algo que está longe do que o torcedor pretende. O time hoje é sem cara, não é o time do Fluminense. Tem que ter caráter, entrega. Foi-se o tempo que isso existia. Acima de tudo precisa de alma e está longe de ocorrer. Já fica o aviso. Vai ter que ter alma, caráter e noção exata do escudo que está no peito, dos troféus que tem no museu", disse Abel.

"O que esse clube representa para mim é da total formação do meu caráter, lisura, honestidade. Trago desde junho de 1968, quando cheguei. Dizer que a atitude do Peter agora dá uma exata noção do tamanho desse clube. Ele não precisava falar da minha saída de 2013. Mas isso mostra como é diferente. Na relação humana, no trato", completou.

Abel tem uma missão clara. Para ele o Fluminense está acostumado a conquistar coisas grande dentro de campo e essa imagem está enfraquecida perante o Brasil.

"A formação do plantel vamos buscar o que é melhor para o clube. A direção não precisa me prometer nada. O que mais quero já me prometeram, que é fidelidade. Eu prometi que ia resgatar essa imagem de campo do Fluminense, um Fluminense forte. Antes de pensar em contratar, precisa pensar um número ideal a disposição que vamos exigir em 2017", finalizou.