Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Torcida volta a quebrar recordes em Wembley, mas Tottenham cai para o Leverkusen

- Torcida volta a quebrar recordes, mas Tottenham cai para o Leverkusen

Pela segunda vez nesta Liga dos Campeões, a torcida do Tottenham compareceu em peso ao lendário Estádio Wembley, quebrou recordes, mas foi para casa decepcionada. Nesta quarta-feira, o time londrino voltou a tropeçar em casa diante de mais de 85 mil pessoas ao perder para o Bayer Leverkusen por 1 a 0, com o gol solitário de Kevin Kampl no segundo tempo.

O resultado reviveu o cenário da estreia, quando o Tottenham perdeu para o Monaco diante de um Wembley lotado. Nesta quarta, 85.512 torcedores estiveram no estádio, marca que quebrou três recordes: o da história do clube como mandante, o de um time inglês na Liga dos Campeões e o de uma equipe do país como mandante em qualquer competição (as partidas jogadas em Wembley em competições nacionais, no geral, são consideradas em campo neutro).

Mas nem isso embalou o clube, que estacionou nos quatro pontos, todos conquistados fora de casa, e parou na terceira colocação da chave. O Bayer Leverkusen subiu para seis pontos e assumiu a segunda posição.

O Tottenham pareceu sentir a pressão do estádio lotado nesta quarta-feira e, por mais que mantivesse a posse de bola durante boa parte do confronto, pouco assustou o Leverkusen. Até que aos 20 minutos, a resposta dos alemães foi fatal. Kampl aproveitou sobra na área após contra-ataque puxado por ele próprio e marcou o gol da vitória.

O Leverkusen só não assumiu a liderança da chave porque na outra partida do grupo o Monaco recebeu o CSKA Moscou e não tomou conhecimento do adversário, ao vencer por 3 a 0 no principado. O nome da vitória foi o atacante colombiano Falcao García, que marcou duas vezes. Germain havia inaugurado o placar.

O resultado levou o Monaco a oito pontos, muito próximo da classificação às oitavas de final. Por outro lado, o CSKA é o lanterna da chave, com apenas dois, e precisa vencer suas últimas duas partidas se ainda quiser sonhar com a vaga.

A partida desta quarta também serviu para marcar o ressurgimento de Falcao García. Considerado um dos grandes atacantes do mundo há alguns anos, o colombiano sofreu com diversas lesões e só readquiriu seu espaço nesta temporada. Diante do CSKA, marcou na Liga dos Campeões pela primeira vez desde fevereiro de 2010, quando ainda jogava pelo Porto.

As equipes do Grupo E da Liga dos Campeões só voltarão a campo pela competição no próximo dia 22. Precisando da vitória, o CSKA receberá o Bayer Leverkusen em Moscou. Já o Tottenham viaja para encarar o líder Monaco no principado.