Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Transferência de Pato para a China reforça prejuízo financeiro corintiano

Foto: reprodução - Transferência de Pato para a China reforça prejuízo ao Corinthians
Foto: reprodução

Alexandre Pato encerrou o último vínculo que existia com o Corinthians nesta segunda-feira e comprovou o quanto o negócio foi prejudicial para o clube, sob o ponto de vista financeiro. No total, o time paulistano acabou com um prejuízo no valor de R$ 45,2 milhões.

Em negócio prestes a ser oficializado pelas partes, o atacante foi vendido pelo Villarreal, da Espanha, ao Tianjin Quanjian, da China, por 18 milhões de euros (R$ 60 milhões), seis meses depois de ter chegado ao time espanhol, que comprou 50% dos direitos econômicos pertences ao Corinthians, por apenas 3 milhões de euros (R$ 10,8 milhões). O clube brasileiro ainda ficou com 10% da transação - os outros 40% pertencem ao atacante.

Os chineses compraram 100% dos direitos de Pato. Como o Corinthians ficou com 10%, receberá R$ 6 milhões, valor que ameniza, mas não faz com que a negociação tenha sido boa para o clube. No total, o jogador custou aos cofres corintianos R$ 62 milhões e rendeu "apenas" R$ 16,8 milhões, totalizando um prejuízo de R$ 45,2 milhões.

Alexandre Pato chegou ao Corinthians em janeiro de 2013 contratado do Milan por 15 milhões de euros (R$ 40 milhões). Foram gastos mais R$ 10,4 milhões de salários e encargos trabalhistas na primeira temporada. Sem sucesso, em 2014 foi emprestado por dois anos para o São Paulo, com o time ficando responsável pela metade das despesas, algo em torno de R$ 5,2 milhões por temporada.

Enquanto esteve no São Paulo e logo depois que retornou de empréstimo, o atacante recebeu duas propostas da China e não quis ir, alegando que o sonho era voltar para a Europa. No Corinthians, a reclamação é que o jogador recusou propositalmente, por se sentir desprestigiado, com o ato sendo uma forma de prejudicar o clube.

Quando ainda não tinha futuro definido, até a possibilidade de emprestá-lo para o Bragantino foi sondada, algo que chateou o jogador. Em janeiro de 2016, Pato recebeu uma oferta para ganhar R$ 5 milhões mensais de salário e recusou, surpreendendo até mesmo os dirigentes do Corinthians. O presidente Roberto de Andrade chegou a chamar a proposta de "coisa de louco".

Depois de muitas especulações, ele foi emprestado para o Chelsea, da Inglaterra, mas também não rendeu o esperado, os ingleses optaram por não contratá-lo em definitivo e ele acabou indo para o Villarreal.

PONTO POSITIVO - Em meio a tantas cifras prejudiciais ao clube, em um ponto a negociação foi benéfica para o clube. Graças ao empréstimo dele para o São Paulo, Jadson chegou ao clube, virou ídolo e foi um dos protagonistas da campanha do título do Campeonato Brasileiro de 2015. Um fato curioso é que Pato foi contratado justamente pelo clube que levou Jadson no fim daquele ano. O Tianjin pagou, na época, 5 milhões de euros (cerca de R$ 21,2 milhões) e o Corinthians, que tinha 30% dele, ficou com R$ 6,3 milhões.

Depois de uma temporada de destaque na China, Jadson negocia sua volta ao clube e nesta segunda-feira fez a torcida se animar com a possibilidade de ter um final feliz, após trocar a foto principal de sua página no Twitter por uma em que aparecem ao fundo o símbolo e a camisa do Corinthians.