Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Cancelamento dos JAPs pode ter sido bom, diz técnico do Caramuru

(Foto: Divulgação) - Cancelamento dos JAPs pode ter sido bom, diz técnico do Caramuru
(Foto: Divulgação)

A Secretaria do Esporte e do Turismo do Paraná divulgou nesta quarta-feira (19), em nota, o cancelamento da etapa final dos Jogos Abertos do Paraná em Guarapuava, que estavam programados para iniciar na sexta-feira (21) e se estender até o dia 29 de outubro.

Segundo informações da Secretaria, o cancelamento ocorreu devido à ocupação das escolas públicas no município, que inviabiliza o alojamento para os mais de 4 mil atletas que disputariam a competição.

Esta seria a terceira vez que Guarapuava sediaria a fase final dos Jogos Abertos do Paraná (JAPs). A 59ª edição dos JAPs, Divisão A, reuniria 395 equipes de 63 municípios.

Rogério Pruencio, Soneca, técnico do Caramuru Futsal, acredita que o cancelamento dos JAPs pode ter sido positivo – principalmente para a preservação física dos atletas. A equipe castrense precisa vencer pelo menos dois jogos da Chave Ouro para se classificar para a fase decisiva do Campeonato Paranaense. “Com a saída de alguns jogadores, o grupo ficou reduzido e, como íamos com o intuito de trazer o título para Castro, correríamos o risco de perder algum jogador por lesão, ou gerar um desgaste excessivo”, comentou.

Os jogadores que se desligaram da equipe são os alas Ricardo e Maikinho e o fixo Léo Rummenigge. Maikinho e Léo foram atuar no futsal do Cazaquistão, já Ricardo se desligou do time por questões particulares.

Colaboração Assessoria de Imprensa.