Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Foz Cataratas conquista tetra no Paranaense Sub-20

Foto: Assessoria - Foz Cataratas conquista tetra no Paranaense Sub-20
Foto: Assessoria

Os meninos do Casa Nissei Foz Cataratas Futsal conquistaram o tetracampeonato da Taça Paraná sub 20 na manhã deste domingo (13), a vitória por 4 a 1 sobre Telêmaco Borba marcou o encerramento da competição.

Na abertura da etapa, sexta-feira (11), veio a primeira vitória por 3 a 2 foi diante do Iate Clube, de Londrina, atual campeão estadual e campeão da Taça Brasil de Clubes 1ª Divisão; No sábado (12), uma goleada por 6 a 1 foi sobre o Maringá.

Com uma campanha gloriosa, a atual equipe honrou a tradicional força da base iguaçuense e sem perder uma única partida terminou a competição de forma invicta. Os outros títulos do Casa Nissei foram conquistados nos anos de 2012, 2013 e 2014.

O segundo lugar ficou com o Iate Clube e a terceira colocação com o representante de Maringá. A seleção das finais, eleita pelos treinadores, é formada pelo goleiro Bruno da Rosa e o fixo Leonardo Evangelista, do Foz Cataratas, o ala esquerdo Everton, do Telêmaco, o ala direito Paulinho, do Iate, e o pivô Leonardo Orioli, do Maringá.

O treinador Marlus Francisco Sokolowski, que também é preparador físico do time principal, comemorou bastante o seu primeiro título no comando técnico da equipe sub 20.

“Meus atletas são merecedores pela conquista deste campeonato, que é um dos maiores estaduais do Brasil, eles me deram a oportunidade de ser campeão, por isso me encho de orgulho em trabalhar com esses meninos tão talentosos e dedicados”.

Marlus destacou também a filosofia de valorização das categorias menores, implantada desde a origem do time, na qual o investimento nos jovens talentos e nos profissionais é realizado a longo prazo.

“Sem a confiança depositada no meu trabalho pelo Adélio, o Bill, o Pedrão e o respaldo do Luciano Bonfim, não seria possível tal conquista. Por exemplo, cheguei aqui no clube em 2013 e ainda hoje quatro atletas daquele time atuam com a nossa camisa no principal, o Romarinho e o Willian, além do Léo e do Fernando, que fizeram parte daquela conquista e hoje finalizam suas participações no sub 20 com mais um título. Temos aqui em Foz uma estrutura de trabalho com a base que é modelo para o futsal nacional”, finalizou o treinador.

Dois símbolos deste time campeão estadual, o fixo Leonardo Evangelista e o ala esquerdo Fernando Rolin encerraram seus ciclos de tantas disputas pelas categorias de base. Uma parceria que vem desde o sub 9 na escolinha do Sport Mania e passou por inúmeras quadras e campos de Foz do Iguaçu, do Paraná e até por outros estados.

“Feliz em conquistar este título em meu último ano pelo sub 20, vou levar muitas coisas boas da base para minha vida pessoal e profissional, que está apenas começando. Feliz também por conquistar mais um troféu importante ao lado deste meu amigo Fernando, que além de um bom amigo e parceiro das quadras é um exemplo humildade para mim”, afirmou Léo, capitão da equipe.

Nas quadras, Léo e Fernando conquistaram juntos quatro títulos paranaenses, o primeiro com a equipe sub 13 do Sport Mania, e depois mais três sub 20 pelo Foz Cataratas. Em 2013, com 16 anos, os dois foram convidados para integrar a equipe principal do azulão e se dedicar exclusivamente ao futsal.

“Eu e o Léo tivemos inúmeras histórias desde que começamos a jogar juntos, muitas boas e outras nem tanto, hoje, com certeza foi de muita alegria. Uma honra jogar ao lado do Léo, um cara tranquilo e bom amigo, que sempre admirei pelo jogador que é. Sobre o profissional, ninguém fica até os vinte anos jogando se não deseja seguir na carreira, tenho objetivos e espero conseguir o meu espaço”, falou Fernando.

PROJETO TAÇA PARANÁ

O primeiro passo dado no início dos trabalhos para as disputas do paranaense sub 20 deste ano foi a criação de uma comissão técnica formada pelo treinador Marlus Sokolowiski, pelo auxiliar técnico Luciano Bonfim,, pelo fisioterapeuta Anderson Roberto Kirihara, pelo supervisor Pedro Santos Silva Pedrao “Pedrão” e pelo coordenador geral Lindomar Junior “Bill”. Em seguida, um democrático peneirão foi organizado para selecionar jovens talentos que se juntaram aos jogadores oriundos da equipe principal.

A equipe Casa Nissei Foz Cataras sub 20 é formada pelos goleiros Bruno da Rosa, Cleyton Caceres e Evandro Rafagnin; os fixos Leonardo Evangelista, Rayam Ramos Yen, Raphael Bonato e Pedro Augusto Beraldo; os alas Fernando Rolin, Jeferson Pereira, Sandro Lima, Jonathan Romero, Gabriel Pardinho, Renato Gamarra e Anderson Dias e os pivôs Andrei Willian, Igor Lima, Maicon Moreira e Lucas Silva.

Conforme explica Pedrão, o peneirão permitiu revelar vários atletas que foram essenciais na conquista do título e o melhor, ainda tem idade para servir a categoria sub 20 por mais alguns anos. Neste time, apenas o potiguar Sandrinho não é formado nas escolinhas da região. “A média de idade deste time é de 18 anos, mas temos atletas com apenas 16 ou 17 anos, que vestiram a camisa e corresponderam dentro de quadra, meninos que possivelmente em breve terão uma oportunidade de integrar a equipe principal”, afirmou o supervisor, que em nome do Foz Cataratas deixou um agradecimento aos patrocinadores do time, em especial ao empresário Jose Elias Castro Gomes que liberou o Ginásio do Colégio COC para a realização das finais pela Taça Paraná.

A região do Porto Meira merece destaque especial quando o assunto é formação de jogador de futsal. A atual equipe sub 20 é composta por 18 atletas, desses, seis residem no bairro e na sua maioria integraram o Projeto Caia (Centro de Atenção Integral ao Adolescente). São eles, o goleiro Bruno, o fixo Léo, os pivôs Andrei, Maiquinho e Lukas, e o ala Renatinho, uma verdadeira fábrica de craques. “No Centro, temos um trabalho maravilhoso junto aos garotos, que invariavelmente são apaixonados por futsal. Somos gratos ao Foz Cataratas por nos auxiliar no encaminhamento deles para uma vida melhor, por meio do esporte”, afirma o coordenador do Caia, Juarez Corrêa.

Colaboração: Assessoria