Giannini desiste de concorrer, e Leila Pereira é candidata única à presidência do Palmeiras

O conselheiro Mario Giannini informou nesta quinta-feira (23) que não irá concorrer à presidência do Palmeiras. Com a decisão, Leila Pereira se tornou a única candidata para substituir Maurício Galiotte.

A eleição acontece em novembro deste ano e a presidente da Crefisa ainda pode ter um oponente, mas é considerada favorita. O prazo para as chapas serem registradas é até as 18h desta sexta-feira (24).

Em nota, Giannini explicou a decisão que foi tomada “após serem esgotadas todas as possibilidades de união de todas forças de oposição, premissa colocada por Giannini para aceitar a missão”.

O empresário lamenta o fato de “os grupos políticos do clube não terem conseguido superar as desavenças programáticas e pessoais para, em bloco, defenderem a Sociedade Esportiva Palmeiras da ameaça de se tornar propriedade da candidata e patrocinadora”.

Nesta quarta, Leila Pereira definiu os nomes que farão parte de sua chapa. Da gestão atual, apenas Paulo Buosi será mantido. Ele assume o posto de primeiro vice, seguido de Maria Tereza Ambrósio Bellangero, Neive Conceição Bulla de Andrade e Tarso Luiz Furtado Gouveia.

Informações do SBT Sports.