Jogadores do Brusque apelam para STJD por caso de injúria racial contra Celsinho

Os jogadores do Brusque fizeram um comunicado nesta terça-feira (26), por meio da TV oficial do clube, para pedir que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) reconsidere a punição da perda de três pontos em razão do caso de injúria racial contra Celsinho, do Londrina.

“Nossa equipe de trabalho é formada, em sua grande maioria, por afrodescendentes. Somos contra todo e qualquer ato de racismo ou qualquer outra forma de discriminação. Desde o episódio ocorrido no dia 28/08/2021 durante a partida disputada entre Brusque Futebol Clube e Londrina Esporte Clube, temos nos manifestado através de nossas redes sociais particulares, em entrevistas e nos ajoelhado em campo para protestar contra o racismo, do qual alguns de nós já foram alvo”, diz trecho do comunicado.

“A perda de pontos através de uma decisão do tribunal, não penaliza quem praticou o ato. Penaliza a nós, ao nosso trabalho e pode comprometer o nosso futuro. Nós, que não cometemos nenhum ato de racismo e não nos beneficiamos dele”, acrescenta.

O Brusque perdeu três pontos na Série B do Campeonato Brasileiro, além de ter sido multado em R$ 60 mil, por conta do caso de injúria racial contra o meia Celsinho, do Londrina. Na partida entre as equipes no dia 28 de agosto, o jogador foi chamado de “macaco”.

O Brusque é o 16º colocado da Série B, com 35 pontos, três à frente do Londrina, primeiro time da zona de rebaixamento.

Informações do SBT Sports.