Karen exalta primeira oportunidade na Seleção Feminina: “Foi surpreendente”

Seleção Feminina começa a ganhar forma em Sidney, na Austrália. Nesta quarta-feira (20), é esperada a chegada do restante do grupo. A equipe brasileira se prepara para a disputa de dois jogos preparatórios diante das donas da casa, nos dias 23 e 26. Entre as atletas já concentradas com a delegação estão as goleiras Karen e Lorena, além das meias Ary Borges e Andressa Alves. 

Nesta janela de Data FIFA, a Seleção Feminina conta com uma estreante, trata-se da goleira Karen. Desde que saiu a convocação, a paulista aguardava ansiosamente por esse momento. Aos 28 anos, vive a experiência de defender pela primeira vez a Canarinho, seja na categoria adulta ou base. Empolgada com a oportunidade, a goleira expressou a emoção de vestir a Amarelinha. 

“É uma notícia que todo atleta espera, a gente batalha e treina bastante para que esse momento chegue. Para mim foi surpreendente, extraordinário! Foi difícil acreditar que o meu momento tinha chegado, e agora que chegou, só tenho que aproveitar o momento aqui”, conta Karen, que também aproveitou para detalhar qual foi a reação ao receber a notícia da convocação. 

“Confesso que foi surpreendente, eu não acreditei. A Nayara (Presidente do Minas Brasília) entrou em contato comigo falando que tinha recebido o ofício da CBF, que eu tinha sido convocada. Na hora eu falei ‘é mentira’. A primeira coisa que eu fiz foi ligar para os meus pais e falar que eu tinha sido convocada. Foi um momento mágico em que eu e minha família choramos bastante, porque meus pais vivem esse sonho junto comigo, então esse momento foi extraordinário”, detalhou.

Na temporada de 2021, Karen foi um dos destaques do Minas Brasília no Brasileirão Feminino Neoenergia. Desde que chegou à Seleção Brasileira, Pia e sua comissão técnica percorrem os estados do Brasil observando novos talentos da modalidade. A presença da goleira na convocação representa não só um marco na história de seu time, ao ser a primeira atleta do clube cedida à equipe principal, mas também, a primeira selecionável entre as atuantes no Brasil fora do eixo Sul-Sudeste.

“É maravilhoso receber essa notícia, porque querendo ou não Brasília ainda não é uma sede do futebol feminino. A minha convocação acaba abrindo espaço para que novas atletas sejam convocadas. Também abre um parâmetro para que elas percebam que estão sendo vistas, que a Seleção está notando. Ser a primeira atleta convocada jogando em Brasília é um momento único, o Minas abriu essa porta pra mim e ser convocada pra mim está sendo maravilhoso”, exalta Karen.