Liga alemã rejeita interromper temporada por disparada de casos de Covid no país

BERLIM (Reuters) – A Liga Alemã de Futebol (DFL) rejeitou nesta quarta-feira um apelo por uma interrupção da temporada durante várias semanas por causa de um aumento acentuado de casos de Covid-19 no país.

A DFL, que administra as duas primeiras divisões do futebol alemão, reagia a um pedido de Helge Leonhardt, presidente do clube de segunda divisão Erzgebirge Aue, para que os jogos fossem interrompidos até dezembro.

Leonhardt disse que o esporte precisa servir de exemplo e colocar a segurança das pessoas em primeiro lugar para diminuir o risco de novas infecções e reduzir o fardo sobre o sistema de saúde alemão.

“A DFL registra os comentários do presidente do Erzgebirge Aue”, disse a entidade em um comunicado, acrescentando que quaisquer medidas futuras seguirão o conselho das autoridades estaduais.

“A linha aprovada por todos os 36 clubes (nas duas primeiras divisões) desde o início da pandemia sempre foi agir com base em diretrizes estaduais”.

“Um lockdown generalizado autoimposto no sentido de uma interrupção da temporada está fora de questão”, disse a DFL.

A Alemanha registrou 66.884 infecções novas e 335 mortes adicionais de coronavírus, o que eleva o total de óbitos para quase 100 mil, de acordo com cifras do Instituto Robert Koch de Doenças Infecciosas divulgadas também nesta quarta-feira.