Bia Ferreira é prata no Mundial de Boxe na Turquia

A ótima campanha de Beatriz Ferreira no Mundial de boxe feminino chegou ao fim com a conquista da prata. Em Istambul, na Turquia, a brasileira defendia o título de 2019, mas foi superada pela norte-americana Rashida Ellis nesta sexta-feira, dia 20, na final dos 60kg. Em uma luta equilibrada, Rashida venceu por decisão dividida dos juízes (3 a 2) e sagrou-se campeã. A medalha de Bia foi a segunda do Brasil no Mundial. Caroline Almeida garantiu o bronze nos 52kg.

Esta foi a sexta luta entre Bia e Rashida, e apenas a segunda derrota da brasileira. O último confronto delas antes do Mundial aconteceu há dois meses, na final do Pan-Americano Continental do Equador. Na ocasião, a medalhista de prata dos Jogos Olímpicos de Tóquio venceu. 

Nesta sexta-feira, a americana largou na frente. Encaixou bons jabs no rosto da brasileira e abusou dos clinches, selando a vitória parcial por 4 a 1. No segundo round a brasileira partiu para cima com uma trocação mais franca, mas Ellis seguiu travando os avanços. Os jurados viram nova vitória da americana, desta vez por 3 a 2. Pressionada, Bia acuou a americana e a colocou contra as cordas. Na visão da arbitragem, porém, não foi o bastante. Por 3 a 2, em decisão dividida, a americana conquistou o ouro.

A caminhada de Bia no Mundial de 2022 

A pugilista baiana teve grandes duelos até chegar à decisão do Mundial. Logo na estreia, precisou de apenas dois rounds para vencer Badmaarag Ganzorig, da Mongólia, por nocaute técnico. Na luta seguinte, derrotou a chilena Valentina Bustamante; nas quartas, por unanimidade, venceu a sérvia Natalia Sadrina. Já na semifinal, com mais uma vitória por unanimidade, a brasileira eliminou a italiana Alessia Mesiano.

Informações do COB.