Manchester City pode quebrar recorde de transferência, diz Guardiola

MANCHESTER, Inglaterra (Reuters) – Pep Guardiola, técnico do Manchester City, disse que o clube pode quebrar seu recorde de transferência e gastar mais de 100 milhões de libras esterlinas (cerca de 786 milhões de reais) com um jogador em meio a especulações sobre o futuro de Erling Haaland, atacante do Borussia Dortmund.

Com Sergio Aguero deixando o clube no final da temporada, reportagens vêm ligando o City a Haaland, e Guardiola o observará com mais atenção na partida de ida das quartas de final da Liga dos Campeões na terça-feira.

Embora o City tenha sido o time europeu que mais gastou na última década, ainda não comprou nenhum jogador por um valor mundial recorde –seu maior desembolso foram os 64 milhões de libras esterlinas pagos por Ruben Dias ao Benfica em setembro.

Na semana passada, Guardiola descreveu a perspectiva de outra transferência recorde na pré-temporada como “impossível”, mas nesta segunda-feira suavizou esta postura afirmando que uma contratação de 100 milhões de libras é possível.

“Por enquanto, o clube decidiu não gastar nada parecido com 100 milhões de libras com um jogador, ou mais do que isso com um jogador”, disse Guardiola em uma coletiva de imprensa.

“Talvez, no futuro, aconteça se eles decidirem que é necessário para melhorar o time pelos próximos cinco, 10 anos.”

Segundo reportagens, o Dortmund poderia pedir cerca de 180 milhões de euros (cerca de 1,2 bilhão de reais) por Haaland, que marcou 33 gols para o time em todas as competições nesta temporada.

(Por Hardik Vyas em Bengaluru)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH340QY-VIEWIMAGE