Matheus Costa reconhece jogo ruim do Operário em Maringá

O Operário Ferroviário foi até o norte do Estado neste domingo (25) para encarar o Maringá e voltou para casa com um ponto na bagagem num jogo fraco tecnicamente, com poucas oportunidades criadas e excesso de erros no meio de campo. Depois da partida, o técnico do Fantasma, Matheus Costa, reconheceu que o time jogou abaixo da crítica e já projeta a próxima rodada do Paranaense.

“Foi um jogo aquém daquilo que nós poderíamos fazer. Não fizemos um bom jogo. Faltou imposição, intensidade, a gente melhorar as nossas tomadas de decisões. Não fizemos um jogo digno do Operário, do que a gente vinha apresentando”, avalia o treinador. Costa também ressalta o poder da defesa alvinegra e já sabe quais os pontos que precisam ser aprimorados no time. “É o quarto jogo desse estadual que não sofremos gol, somos a melhor defesa da competição. Obviamente que agora temos que criar mais situações e procurar fazer mais gols. Defensivamente, a gente tem sofrido muito pouco”, pontua.

“Foi um jogo que ficou muito truncado, que nós não conseguimos causar desequilíbrio na equipe do Maringá para criar oportunidades e essas oportunidades se converterem em gol. A gente continua trabalhando, acredito que amanhã já deve sair a próxima rodada, para já pensarmos no próximo adversário”, pondera o treinador.

A Federação Paranaense de Futebol (FPF) ainda não homologou a próxima partida do Fantasma, mas se a tabela for seguida, a próxima partida deve ser diante do Londrina e será válida pela sétima rodada. O Operário é o quarto colocado do Paranaense com 11 pontos conquistados em seis jogos.

Com informações da assessoria de imprensa.