Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Chuva antecipa fim dos treinos da MotoGP na Austrália e Crutchlow é o mais rápido

(Foto: Divulgação)  - Chuva antecipa fim dos treinos da MotoGP na Austrália
(Foto: Divulgação)

A chuva persistente em Philip Island afetou as atividades iniciais da etapa da Austrália, a 16ª das 18 previstas para a temporada 2016. Nesta sexta-feira, o segundo treino livre acabou sendo abreviado, com o britânico Cal Crutchlow fechando o dia como o mais rápido.

O piloto da LCR Honda foi o mais rápido na sessão inicial em Philip Island. Depois, a segunda atividade teve o seu início adiado em 45 minutos, para que a água acumulada no asfalto do circuito fosse removida. Após a sessão finalmente ser iniciada, poucos pilotos optaram por se arriscar no traçado - apenas seis registraram voltas rápidas.

Na sequencia, quando faltavam pouco mais de 30 minutos para o fim do treino livre, a bandeira vermelha foi agitada paralisando a atividade. Depois de algum tempo de espera, os organizadores da MotoGP optaram pelo cancelamento da sessão, diante da falta de indicativos de que o tempo em Philip Island iria melhorar.

Com esse cenário, todos os melhores tempos dos pilotos que compõem o grid da MotoGP saíram do primeiro treino em Philip Island. E o mais rápido da sexta-feira foi o de Crutchlow, único piloto a fazer uma volta em menos de 1min41 ao marcar 1min40s957.

O italiano Danilo Petrucci, da Pramac Ducati, foi o segundo colocado, com a marca de 1min41s010, seguido do australiano John Miller, da Marc VDS Honda, com 1min41s457. Campeão antecipadamente e vencedor da etapa australiana no ano passado, o espanhol Marc Márquez, da Honda, foi o quarto colocado com a marca de 1min41s511.

O italiano Andrea Dovizioso, da Ducati, foi o quinto mais rápido, à frente do espanhol Maverick Viñales, da Suzuki. E a relação dos dez primeiros colocados acabou sendo completada, em ordem, pelos espanhóis Pol Espargaró e Álvaro Bautista, pelo norte-americano Nick Hayden e pelo alemão Stefan Bradl.

Os pilotos da Yamaha tiveram desempenho discreto nesta sexta-feira. O espanhol Jorge Lorenzo foi apenas o 19º colocado, logo à frente do italiano Valentino Rossi, que teve a sua melhor volta na primeira sessão anulado pelo uso do pneu frontal supermacio para pista molhada por mais que as dez voltas permitidas.

A sessão de classificação da etapa australiana da MotoGP está marcada para as 2h10 (horário de Brasília) deste sábado.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo