Nadal vence Djokovic em confronto épico para chegar às semifinais de Roland Garros

PARIS (Reuters) – As conversas sobre o fim do reinado de Rafael Nadal se mostraram mais uma vez prematuras quando o rei do saibro manteve viva sua busca pelo 22º título de um torneio do Grand Slam ao derrotar o rival Novak Djokovic por 6-2, 4-6, 6-2 e 7-6(4) em um confronto das quartas de final do Aberto da França, nesta terça-feira.

Nadal, 13 vezes campeão em Roland Garros e maior detentor de títulos do Grand Slam com 21 troféus, fora derrotado pelo número um do mundo nas semifinais em Paris no ano passado e chegou à capital francesa após se recuperar de duas lesões que haviam atrapalhado seus preparativos.

Depois de ter sobrevivido a uma batalha de cinco sets contra o canadense Felix Auger Aliassime na rodada anterior, o espanhol, que só perdeu três vezes no Aberto da França desde sua primeira campanha em 2005, deu o troco em Djokovic pela eliminação em 2021.

O sérvio ainda está preso aos 20 títulos de Grand Slam depois de ter sido impedido de participar do Aberto da Austrália pelas autoridades locais, em janeiro, por sua recusa em ser vacinado contra a Covid-19 — um torneio que Nadal ganhou.

No dia em que o jovem compatriota Carlos Alcaraz, que tem sido amplamente apontado como seu sucessor, foi nocauteado, Nadal colocou o atual campeão Djokovic nas cordas no primeiro set de uma partida de alta octanagem realizada na sessão noturna.

Djokovic rebateu em um segundo set de 88 minutos, mas Nadal, apoiado pela torcida, encontrou os recursos necessários para vencer em quatro sets, apesar de ter ficado uma quebra atrás na quarta parcial, e agora enfrentará o alemão Alexander Zverev por um lugar na final de domingo. Zverev venceu Alcaraz em quatro sets mais cedo nesta terça.