Renan Lodi prioriza trabalho coletivo na seleção: ‘Não me preocupo com números’

Em 11 jogos e pouco mais de 600 minutos em campo, Renan Lodi já tem cinco assistências com a camisa da Seleção Brasileira. A última delas foi na vitória sobre a Colômbia por 2 a 1 pela Copa América. Foi dele o passe para o gol de Roberto Firmino, que deu início à virada do Brasil.

Mas o lateral não quer que os números falem mais alto que o seu trabalho na Seleção. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (25), Renan Lodi destacou que sua principal preocupação é a de dar o seu melhor a cada oportunidade com a Amarelinha.

“O que eu fiz na Seleção é muito pouco perto do que ela representa. Não me preocupo com números, me preocupo em fazer meu trabalho, plantar minha semente. Tenho certeza que fazendo um grande trabalho no meu clube e na Seleção terei oportunidades aqui. Os números vêm como consequência”, afirmou.

Titular na estreia da Copa América, contra a Venezuela, Renan Lodi ficou no banco de reservas e entrou no decorrer das duas partidas seguintes, contra Peru e Colômbia. Dividindo boa parte do tempo na lateral com seu companheiro de posição, Alex Sandro, Lodi valorizou a disputa leal que os dois travam e elogiou o momento de seu ‘concorrente’.

“É claro que todos os jogadores gostam de estar jogando, eu não penso diferente, mas a gente está sempre trabalhando forte, nos preparando tanto no clube quanto na Seleção para fazer grandes jogos. Essa disputa entre com o Alex é saudável. É um jogador com o qual me dou muito bem, aprendo muito com ele. Ele jogando ou não, está me motivando. Estou muito feliz pelo meu momento e pelo momento dele também”, revelou.

Independentemente de estar jogando ou não, Renan Lodi sabe que no grupo da Seleção Brasileira não há titulares e reservas. O lateral valorizou o trabalho de Tite para fazer com que todos no elenco da Seleção se sintam parte de um mesmo grupo, de uma mesma equipe, com a mesma importância.

“É o caráter do professor Tite. Todos os jogadores se sentem titulares, ele prepara uma equipe e a outra equipe é igual. Todos pegamos isso dele, estamos preparados para quando tivermos as oportunidades jogarmos da melhor maneira possível”, concluiu.

A Seleção Brasileira segue sua preparação para o confronto do próximo domingo, contra o Equador, no Estádio Olímpico de Goiânia (GO). O Brasil viaja neste sábado para o local da partida, que encerra a fase de grupos da Copa América.