Seul propõe sediar Olimpíada de 2032 com Coreia do Norte apesar de tensões

SEUL (Reuters) – Seul, a capital da Coreia do Sul, disse nesta quinta-feira que enviou uma proposta para sediar a Olimpíada de 2032 em conjunto com a norte-coreana Pyongyang ao Comitê Olímpico Internacional (COI) na tentativa de manter sua esperança viva apesar de Brisbane ser a favorita.

O COI já havia escolhido a cidade australiana como sua parceira preferencial para sediar os Jogos.

O presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, concordaram em pleitear a Olimpíada conjuntamente durante sua cúpula em Pyongyang no final de 2018.

Mas as relações azedaram depois que uma cúpula entre Kim e o então presidente norte-americano Donald Trump em 2019 não rendeu um acordo sobre a desnuclearização norte-coreana – Moon se ofereceu para fazer a mediação na ocasião.

Seul disse que a sede não foi decidida e que apresentou a proposta com uma visão intitulada “Além da Linha, Rumo ao Futuro”.

“O governo da cidade transmitiu sua legitimidade e necessidade de cossediar a Olimpíada, enfatizando que concretizará a visão de paz mundial do COI através do esporte”, disse a capital em um comunicado.

Quando indagada se a ideia foi compartilhada com Pyongyang, uma autoridade municipal disse à Reuters que a proposta foi resultado de encontros entre agências e que o Ministério da Unificação a cargo de assuntos intercoreanos buscará conversas com o vizinho do norte.

Uma autoridade do Ministério da Unificação disse que a proposta é um gesto da cidade para ressaltar a importância de as duas Coreias sediarem o evento.

(Por Hyonhee Shin)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH302WY-VIEWIMAGE