Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Após bater Venus na final do Aberto da Austrália, Serena homenageia irmã: 'É minha inspiração'

(Foto: Australian Open) - Após bater Venus na final na Austrália, Serena homenageia irmã
(Foto: Australian Open)

Há menos de um ano, quando decidiu enfim voltar a disputar o torneio de Indian Wells, após longo boicote, Venus Williams escreveu um artigo emocionado para falar da irmã. Lá, entre outras tantas coisas, disse que "ser a irmã mais velha não significa só pavimentar o caminho, mas mostrar o caminho". Afirmou que, para ela, ser a irmã mais velha era "estar lá". "Estar lá por Serena."

Neste sábado (28), Venus estava lá. Estava na Rod Laver Arena, quadra central do Aberto da Austrália, para ver a irmã mais nova se tornar a maior vencedora de torneios Grand Slam na era moderna, com seu 23.º título. A veterana, de 36 anos, estava lá, do outro lado da quadra, como adversária.

Foi o 28.º duelo entre as duas, a 17.ª vitória de Serena, que conquistou 15 de seus últimos títulos de Grand Slam desde a última vez em que Venus havia disputado uma final deste nível, em 2009. Antes de receber a taça neste sábado, Serena, novamente a número 1 do mundo, agradeceu aquele texto de um ano atrás e fez também ela sua declaração de amor.

"Queria aproveitar este momento para parabenizar a Venus. Ela é uma pessoa incrível, é minha inspiração. Não haveria forma de chegar a 23 títulos sem ela. Obrigada, Venus, por me inspirar para ser a melhor jogara que posso ser e por me inspirar para trabalhar duro", disse Serena, inspirada. Foi a oitava final de Grand Slam entre elas, com só duas vitórias para a irmã mais velha.

Antes de Serena, foi Venus quem falou, num discurso também recheado de carinho. "Serena Williams, essa é minha irmãzinha, queridos. Felicidades a ela por seu número 23. Eu estive aqui contigo. Alguns eu perdi aqui contra você. Foi algo alucinante, sua vitória foi minha vitória, você sabe. Todas as vezes que eu não pude estar aqui, que eu não estava, você estava", lembrou.

Depois, em entrevista coletiva, disse que, sem jogar uma final de Grand Slam há oito anos, não sentiu a diferença. "Eu me senti pronta. Quero dizer, não joguei uma final por muitos anos, mas isso não é algo que você se esquece. Eu tive oportunidades de ganhar, claro, errei alguns golpes", avaliou.