Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Goffin surpreende, elimina Federer e decide título do ATP Finals

Atual número oito do mundo, o tenista belga David Goffin conquistou a maior vitória de sua carreira neste sábado, ao derrotar o suíço Roger Federer, na semifinal do ATP Finals, em Londres. Jogando no piso duro e indoor da O2 Arena, em condições que favoreciam o rival, Goffin surpreendeu ao obter grande virada no placar para bater o favorito por 2 sets a 1, com parciais de 2/6, 6/3 e 6/4, em 1h45min.

Em sua estreia como titular na competição que reúne os oito melhores do ano (foi reserva no ano passado), Goffin disputará a final neste domingo. Seu adversário vai sair do confronto entre o norte-americano Jack Sock e o búlgaro Grigor Dimitrov, que está invicto no torneio até agora.

Goffin entrou em quadra neste sábado como coadjuvante. Atual número dois do mundo, Federer era o grande favorito, ainda mais por ter vencido os seis jogos que disputara contra o belga. O suíço viu seu favoritismo aumentar depois que Rafael Nadal desistiu do torneio, justamente após perder para Goffin na primeira rodada da fase de grupos.

E o roteiro parecia seguir o esperado em Londres, neste sábado, quando levou o set inicial com certa facilidade. Ele faturou duas quebras de saque e terminou a parcial sem ter o serviço ameaçado. No segundo, porém, o favorito começou a exagerar nos erros não forçados. Goffin tirou vantagem em um deles ao faturar a quebra para fechar o set e empatar o jogo.

A terceira parcial seguiu a mesma história. Federer errava demais e Goffin crescia em confiança. Nem o bom rendimento no saque ajudou o suíço. Neste duelo, foram três duplas faltas, contra sete aces. E aproveitamento de 74% dos pontos quando jogou com o primeiro serviço. O belga obteve a quebra decisiva no terceiro game e encaminhou o triunfo.

Foi sua primeira vitória sobre Federer e a primeira vez que disputará a decisão do ATP Finals. Ele se tornou o primeiro tenista e vencer tanto o número 1 quanto o número 2 do mundo (Nadal e Federer) nesta competição desde 2009, quando o russo Nikolay Davydenko obteve o feito e foi o campeão.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo