Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Murray é campeão em Viena e bate recorde pessoal com 7º título no ano

- Murray é campeão em Viena e bate recorde pessoal com 7º título no ano

Andy Murray deu continuidade à ótima temporada que vem fazendo em 2016 e conquistou, neste domingo, o título do Torneio de Viena, na Áustria. Na decisão, o britânico precisou de dois sets para vencer o francês Jo-Wilfried Tsonga, com parciais de 6/3 e 7/6 (8/6).

Como não tinha pontos a defender esta semana, Murray vai adicionar 500 à sua conta e, na atualização do ranking da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) da próxima segunda-feira, vai aparecer com a melhor pontuação da carreira: 10.985 pontos.

A distância de cerca de 2 mil pontos para Novak Djokovic pode ser tirada até o fim do ano, uma vez que o sérvio tem 2.300 pontos para defender no Masters 1000 de Paris e no ATP Finals. Murray defende apenas 800 e depende só dele para se tornar líder do ranking mundial pela primeira vez. Basta vencer esses dois torneios.

Neste domingo, Murray chegou ao sétimo título dele na temporada, um recorde para o britânico, campeão seis vezes em 2009 e quatro no ano passado. Em 2016, ele ganhou os Masters 1000 de Roma (Itália) e Xangai (China), os Jogos Olímpicos do Rio e Wimbledon, além do Torneio de Queen's Club, em Londres (Inglaterra), e de Pequim (China).

Apesar da derrota na final, Tsonga não tem do que reclamar. Com apenas um título na temporada, em Metz, na França, ele vai ganhar duas posições no ranking e aparecer em 13.º lugar na semana que vem. Como Nick Kyrgios e Rafael Nadal não competem mais este ano, ainda tem chances de estar no ATP Finals.

Na final deste domingo, Murray era amplo favorito. Não só pelo retrospecto - 13 vitórias contra duas de Tsonga nos confrontos entre eles - mas também pelo fato de o britânico não ter precisado jogar a semifinal, uma vez que David Ferrer abandono o torneio. O francês, por sua vez, fez uma batalha de mais de duas horas e meia no sábado, contra Ivo Karlovic.

Com gás de sobra, Murray começou o jogo com uma quebra logo no segundo game para abrir 3/0. Ele ainda teve dois break points no primeiro set. Não os converteu, mas mesmo assim caminhou tranquilo para fechar em 6/3 sem ser incomodado.

No segundo set, a história começou igual, com Murray quebrando o set de Tsonga logo no primeiro game. Depois, Murray teve três break points no quinto game, sem sucesso. O francês, porém, conseguiu a recuperação, devolvendo a quebra no oitavo game e empatando a parcial em 4/4.

A definição acabou no tie-break, com os dois tenistas cedendo mini-breaks. Com melhor aproveitamento no segundo serviço, porém, Murray se sobressaiu e, sacando, fechou em 8/6.