Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Murray tem início ruim, mas bate Simon e avança em Viena

Andy Murray parece disposto a aproveitar a rara oportunidade de ser líder do ranking mundial. Cada vez mais próximo de Novak Djokovic, o britânico alcançou as quartas de final do Torneio de Viena, um ATP 500, ao vencer nesta quinta-feira o francês Gilles Simon, 24.º do ranking mundial, em 2 sets a 1, com parciais de (4/6, 6/2 e 6/2).

Número 2 do mundo, Murray começou o jogo sonolento. Sofreu duas quebras logo no início e viu o rival abrir 5/2. Quando reagiu, o britânico conseguiu devolver uma quebra e encostar em 5/4, mas foi o francês que fechou o primeiro set no saque.

A partida começou de verdade para Murray no segundo set, quando ele finalmente mostrou o tênis com o qual está acostumado. Simon deu trabalho, evitando os winners e trocando bolas até o erro de um dos dois lados. Foram dois sets assim, fazendo com que a partida durasse 2 horas e 41 minutos.

Na próxima fase, Murray pega um velho freguês: o norte-americano John Isner, a quem venceu em todas as seis vezes que eles se encontraram. Mais cedo, o grandalhão, 27.º do mundo, passou pelo espanhol Feliciano Lopez.

MONFILS NO FINALS - Também nesta quinta-feira foi definido o sexto participante do ATP Finals, que acontece em novembro, em Londres, com os oito melhores da temporada. O francês Gael Monfils garantiu seu lugar no torneio pela primeira vez graças à derrota de seu concorrente direto Dominic Thiem.

Jogando em casa, o austríaco foi eliminado pelo sérvio Viktor Troicki por 2 a 0, com 6/2 e 7/5. Ainda assim, Thiem tem tudo para estar em Londres. Ele tem 3.205 pontos, contra 2.880 do checo Tomas Berdych e 2.690 do belga David Goffin. Sétimo do ranking da temporada, Rafael Nadal não disputará o Finals.