Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Murray vence, avança à semi como líder de grupo e elimina Wawrinka do ATP Finals

- Murray vence, avança à semi como líder de grupo e elimina Wawrinka

Andy Murray justificou com autoridade a sua condição de líder do ranking mundial ao conquistar nesta sexta-feira, em Londres, a sua terceira vitória em três jogos nesta edição do ATP Finals. Desta vez o britânico venceu o suíço Stan Wawrinka por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2, para avançar às semifinais da competição que reúne os melhores tenistas da temporada.

Com o resultado obtido sobre o atual terceiro colocado da ATP, Murray assegurou a sua passagem à próxima fase também como líder do Grupo John McEnroe. Assim, ele já sabe que terá como adversário nas semifinais deste sábado o canadense Milos Raonic, que se classificou para este estágio do importante torneio como vice-líder do Grupo Ivan Lendl. O líder desta chave foi o sérvio Novak Djokovic, que também obteve três triunfos em três jogos até aqui na capital inglesa.

Ou seja, Murray e Djokovic só poderão se enfrentar em uma possível decisão no domingo, quando disputariam não apenas o título, mas também a liderança do ranking mundial, perdida recentemente pelo sérvio, hoje o número 2 da ATP.

A vitória diante de Wawrinka também eliminou o suíço deste ATP Finals e classificou por antecipação o japonês Kei Nishikori às semifinais. O tenista oriental irá fechar a sua participação na fase de grupos nesta sexta, às 18 horas (de Brasília), apenas cumprindo tabela diante do croata Marin Cilic, outro já eliminado da competição por ter perdido os seus dois primeiros duelos por 2 sets a 0. Assim, tem saldo negativo de 4 sets, enquanto Nishikori tem saldo positivo de 1 e poderá até perder em parciais diretas para Cilic.

Embalado e em grande fase nesta reta final de temporada, Murray ampliou a sua série de vitórias seguidas para 22 jogos ao bater Wawrinha em apenas 1h26min nesta sexta. Sem ter o seu saque quebrado por nenhuma vez na partida, o britânico converteu três de sete break points e foi dominante para superar o suíço em sets diretos.

Essa foi a décima vitória de Murray em 17 confrontos com Wawrinka, que neste ano já havia sido superado pelo escocês em Roland Garros. Em 2015, por sinal, o suíço havia derrotado o britânico na fase de grupos do próprio ATP Finals.