Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Soares e Murray são surpreendidos e caem na estreia do Masters 1000 de Paris

O brasileiro Bruno Soares está fora da briga pelo título do torneio de duplas do Masters 1000 de Paris. Uma das principais favoritas da competição, a parceria formada por ele e o britânico Jamie Murray foi surpreendida na estreia, nesta quarta-feira, pelo búlgaro Grigor Dimitrov e o paquistanês Aisam-Ul-Haq Qureshi por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 3/6 e 10/6.

Murray e Soares entraram em quadra com o favoritismo, credenciados por serem os cabeças de chave número 2 do torneio, mas se mostraram irreconhecíveis. Caíram diante do número 41 do mundo nas duplas, Qureshi, e de um tenista que sequer está acostumado a disputar este tipo de torneio, Dimitrov, apenas o 422.º entre os duplistas.

O brasileiro e o britânico foram dominados durante boa parte do confronto e só não caíram antes porque aproveitaram a única oportunidade de quebra que tiveram, no segundo set, para igualar a partida. Mas na parcial de desempate, mostraram que não estavam mesmo em um bom dia e foram facilmente batidos.

Com a derrota, Murray e Soares podem perder a liderança do ranking desta temporada para os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut, que ainda não estrearam em Paris. Além disso, o brasileiro desperdiçou a chance de assumir a ponta do ranking geral dos duplistas e continua na terceira posição.

Melhor para Dimitrov e Qureshi, que com a surpreendente vitória seguiram direto para as quartas de final da competição. Agora, eles podem ter pela frente outro brasileiro, Marcelo Melo, que ao lado do canadense Vasek Pospisil vai duelar com o alemão Philipp Kohlschreiber e o austríaco Dominic Thiem.