Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Sock vence surpresa sérvia, fatura Masters de Paris e jogará o seu 1º ATP Finals

O norte-americano Jack Sock sofreu para confirmar favoritismo, mas conquistou neste domingo o título do Masters 1000 de Paris ao vencer a surpresa sérvia Filip Krajinovic por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 5/7, 6/4 e 6/1. De quebra, o triunfo assegurou ao tenista dos Estados Unidos uma vaga no ATP Finals, torneio que reúne os oito melhores jogadores da temporada a partir do próximo dia 12, em Londres.

Apenas o 16º cabeça de chave em Paris e atual 22º colocado do ranking mundial, Sock travou com Krajinovic, hoje o 77º tenista do mundo, uma improvável decisão na capital francesa, onde o sérvio precisou superar o qualifying para entrar na fase principal da importante competição realizada em quadra dura.

Krajinovic chegou a sonhar com o título ao ganhar o primeiro set do jogo deste domingo, mas Sock reagiu e foi buscar o seu terceiro troféu nesta temporada, na qual também triunfou em Delray Beach, nos Estados Unidos, e Auckland, na Nova Zelândia.

Essa também será a primeira vez que Sock jogará o ATP Finals, para o qual se credenciou por causa do expressivo salto no ranking mundial que ele dará nesta segunda-feira. Ele sairá do 22º lugar para ingressar no Top 10, subindo para a nona posição.

E este não foi o único feito alcançado por Sock neste domingo. Ele também fez história para o seu país ao se tornar o primeiro norte-americano a ganhar o torneio parisiense desde 1999, quando Andre Agassi foi o campeão. Sock ainda encerrou um longo jejum dos EUA em troféus de Masters, que durava desde 2010, quando Andy Roddick foi campeão em Miami. De lá para cá, foram 69 títulos de torneios desta série conquistados por tenistas europeus.

Para completar, o tenista de 25 anos será o primeiro norte-americano a jogar o ATP Finals desde 2011, quando Mardy Fish esteve presente na competição em Londres.

"Há muitas coisas inéditas que conquistei neste ano. Comecei em Roland Garros com a minha primeira quarta rodada de um Grand Slam e agora ganhei o meu primeiro Masters 1000 em Paris. E isso me fará entrar no Top 10 pela primeira vez e pela primeira vez terminarei um ano jogando o ATP Finals. Então há muita coisa acontecendo emocionalmente agora e não posso esperar para comemorar com toda a minha equipe", comemorou Sock.

Para obter todos estes feitos, o norte-americano precisou mostrar poder de reação para superar Krajinovic, também de 25 anos, que venceu o primeiro set da final deste domingo ao aproveitar duas de três chances de quebrar o saque do norte-americano, que converteu o único break point cedido pelo rival na parcial.

No segundo set, o sérvio voltou a conseguir uma quebra, mas Sock converteu os dois break points cedidos pelo azarão e fez 6/4 para empatar o duelo. Com moral, o tenista dos EUA atropelou no terceiro set, no qual confirmou todos os seus saques sem oferecer chances de quebra e ainda foi feliz em três de cinco oportunidades de ganhar games no serviço do sérvio para aplicar o 6/1 que liquidou o jogo após 1h58min.