Wimbledon anuncia premiação recorde de 40,3 milhões de libras

Wimbledon não valerá pontos no ranking este ano, mas vai distribuir uma premiação recorde em dinheiro de 40,3 milhões de libras (50,5 milhões de dólares) e terá capacidade total de público pela primeira vez em três anos.

O torneio do Grand Slam disputado na grama londrina perdeu o direito de conceder pontos nos rankings da ATP e da WTA depois de ter optado por excluir tenistas da Rússia e de Belarus por causa da invasão russa à Ucrânia, que Moscou chama de “operação especial”. Belarus tem sido uma área chave para a invasão.

Os campeões de simples no masculino e no feminino receberão 2 milhões de libras cada, disseram os organizadores nesta quinta-feira.

“Desde a primeira rodada da competição classificatória até os campeões sendo coroados, a distribuição de prêmios em dinheiro deste ano visa refletir o quanto os jogadores são importantes para o campeonato”, disse Ian Hewitt, presidente do All England Club.

A premiação total em dinheiro no ano passado foi pouco acima de 35 milhões de libras, com Novak Djokovic e Ash Barty embolsando 1,7 milhão de libras cada depois de serem coroados campeões.

O torneio será realizada de 27 de junho a 10 de julho.