Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Robert Scheidt conquista o título sul-americano da classe Star no Rio

Robert Scheidt é campeão sul-americano da classe Star 2018. Em parceria com o proeiro Arthur Lopes, o bicampeão olímpico venceu a primeira regata no Iate Clube do Rio de Janeiro, para, na sequência, cruzar em segundo na última prova, neste domingo, na capital fluminense.

Scheidt saiu da quarta colocação na classificação geral com 20 pontos, para o lugar mais alto do pódio, com 14, após os descartes dos piores resultados. Mas a conquista só veio no critério de desempate com Lars Grael.

"Foi um domingo bom no Rio de Janeiro, com vento forte e sol. Honestamente, para mim é inacreditável conquistar esse título. Começamos o dia distantes do primeiro lugar e eu acreditava mais na possibilidade de um pódio. Mas foi um dia bem velejado. Estou feliz e surpreso por virar o jogo nas últimas regatas. E foi a primeira vitória importante com o Arthur Lopes. Havíamos ganho o Campeonato Paulista, mas vencer o Sul-Americano é importante para a gente", afirmou Scheidt, de 45 anos, dono de cinco medalhas olímpicas em sua vitoriosa carreira.

O lendário atleta brasileiro competiu concentrado em elevar seu nível de velejada visando a disputa da SSL Finals, em dezembro, nas Bahamas, e para a competição, ele voltará a formar dupla com Henry Boenning, com quem conquistou o vice-campeonato em 2017. "O Maguila competiu com o Dino Pascolato no Sul-Americano (terminou em sétimo lugar). Voltaremos a velejar juntos na final da Star Sailors League e, por isso, aproveitamos para fazer alguns treinos antes da regatas começarem", contou Robert.

Na classe Star, ele foi medalhista de prata na Olimpíada de Pequim-2008 e de bronze nos Jogos de Londres-2012. Já na Laser, Scheidt faturou dois ouros olímpicos em Atlanta-1996 e Atenas-2004, assim como subiu ao segundo lugar do pódio em Sydney-2000.

O Brasil dominou o Campeonato Sul-Americano do Rio de Janeiro, que contou ainda com competidores da Europa. Entre os 20 barcos participantes, dezesseis eram brasileiros, dois eram argentinos, um italiano e um holandês. No pódio, Robert Scheidt/Arthur Lopes e Lars Grael/Samuel Gonçalves tiveram a companhia de Jorginho Zarif/Ubiratan Matos.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo