Vice do Flamengo pede desculpas à torcida e não banca permanência de Renato

O Flamengo desembarcou no Rio de Janeiro na manhã deste domingo (28) após ficar com o vice da Libertadores. Em clima apático, Marcos Braz, vice-presidente de futebol do clube, pediu desculpas à torcida rubro-negra. Em breve conversa com a imprensa, o dirigente também comentou sobre o Renato Gaúcho e não bancou a permanência do treinador.

“Não era o que eu queria, não era o que o Flamengo queria. Peço desculpas à torcida, principalmente àqueles que se empenharam de ir para Montevidéu, mas vida que segue, vamos tocar da maneira que tem de tocar aqui e vamos reverter esse quadro”, disse Braz.

A chegada do Flamengo ao Brasil contou com um atraso de mais de três horas. Segundo Braz, houve um problema na imigração. “Está todo mundo virado, mas não deixei de atender a imprensa com calma e tranquilidade. Na segunda-feira vamos começar a tocar a vida. Isso não quer dizer que não vai seguir (com o treinador). Temos uma programação para ser feita e, na segunda, a gente começa a decidir alguns pontos que a gente entenda que possa fazer de correção para que se acabe a temporada”, afirmou.

“Não tem decisão, a gente está virado. O que eu posso contribuir para vocês é que o Renato tem contrato com o Flamengo até 31 de dezembro. Com calma, vamos tomar as decisões que precisam ser tomadas”, concluiu.

Após a derrota para o Palmeiras, o próximo compromisso do clube carioca será diante do Ceará, na terça-feira (30), pelo Campeonato Brasileiro. A equipe atualmente ocupa a segunda colocação na tabela, somando 67 pontos, oito a menos que o líder Atlético-MG.

Informações do SBT Sports.