Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Caramuru leva jogo para o tie break, mas perde para o São Bernardo

(Foto: Divulgação) - Caramuru leva jogo para o tie break, mas perde para o São Bernardo
(Foto: Divulgação)

Em um jogo decidido no tie break, o MV Selmer/Compagas/Caramuru Castro perdeu do São Bernardo por 3 sets a 2 na noite de quarta-feira (23), no Ginásio Padre José Pagnacco, em Castro. A torcida menos numerosa, mas igualmente incentivadora e barulhenta viu uma partida disputada ponto a ponto, com parciais de 25x22, 19x25, 26x24, 15x25 e 12x15. O ponteiro Edy foi maior pontuador da partida, que teve o atleta como melhor atacante, com 20 pontos marcados. Sibá teve o melhor saque (dos 16 que deu, pontuou em três).

Diferentes em quadra, os jogadores vibravam muito a cada ponto. Para Edy, o time vacilou no quarto set, quando, segundo ele, deveria ter fechado o jogo. “Com a vitória deles, entraram focados no tie break e não vacilaram como a gente. Nós erramos muito, menos que o último jogo, mas nas horas decisivas. Faltou qualidade no final do jogo e nas bolas fáceis”, avaliou, citando que o grupo sacou mal, especialmente, no saque flutuado. “É (um time) muito novo, jovem, na hora pesa muito a cabeça, vai na sede de decidir, erra. Não tem pensamento de trabalhar a bola, fechar na segunda, terceira bola se precisar. Agora, é descansar hoje, começar a treinar, pensando no Maringá, um clássico do Paraná”.

O técnico Fábio Sampaio afirma que as duas últimas apresentações foram muito abaixo do que esperava. “Tivemos duas semanas muito boas de treinamento, mas em quadra não conseguimos apresentar um bom voleibol. Talvez, por termos um elenco muito nivelado, estamos rodando muito a equipe e está difícil para assentar, a Comissão Técnica se pesou e vai estudar isso o dia inteiro para o jogo contra o Maringá”.

O treinador garantiu que Maringá é franco favorito e que pensa em tirar proveito disso. “Vamos tentar recuperar a molecada. É um time jovem, vai ganhar experiência. Por alguns momentos, teve passagens boas. Aliviou um pouco o saque, a margem de erro foi menor, mas a entrada de bola não funcionou”, analisou. Ciente que as coisas daqui para frente vão ficar mais difíceis, Sampaio adiantou que verá o que pode melhorar para o próximo jogo para “tentar beliscar a primeira vitória”.

Nesta quarta-feira, integrou-se ao grupo o levantador Marcelo Henrique Alves de Oliveira, que chega para ser o terceiro na posição. Conforme o técnico, sua chegada se deve a dispensa do Lucas, para ampliar as opções em caso de lesão e desgaste em treinamento. “O Marcelo é muito bom, alto, tem bom alcance de bloqueio, mas sábado não será aproveitado até porque não tem tempo de ganhar o grupo nas mãos e nem entrosamento. E sua entrada vai depender também do treinamento do Gustavo e do Edgar, que tem feito bons jogos. Nosso problema não é o levantamento, mas as rodadas de bola e o saque”, resumiu Fábio Sampaio.

Colaboração Assessoria de Imprensa.