Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Caramuru treina na casa do adversário antes de encarar líder da Superliga

(Foto: Divulgação) - Caramuru treina na casa do adversário antes de encarar líder da Superl
(Foto: Divulgação)

O Caramuru está em Contagem (MG) desde a manhã desta sexta-feira (27). Neste sábado (28), os atletas treinam durante a manhã e descansam para, às 19h, encarar o líder desta temporada da Superliga, o Sada Cruzeiro.

O grupo, que viajou na madrugada, foi composto por Gustavo, Robinho, Diego, Edy, Peron, Thales, Eric, Mendel, Caio, Maicon, Bruno, Sibá, Alesson e Marcelo. Os titulares só serão definidos depois do treino deste sábado. Por opção técnica, ficaram de fora Edgar, Mateus, Cristiano e Negão.

“Todos os 14 estão preparados, todos estão bem, fisicamente 100%”, garantiu o auxiliar técnico Odilon Zimmermann, dizendo que, momentos antes da partida, a comissão técnica avaliará se poupará algum jogador para o jogo do dia 4, diante do Juiz de Fora, adversário direto na luta pela permanência na Superliga. “Será um jogo em casa, importantíssimo, em que precisaremos de força máxima e, por isso, talvez, possamos decidir deixar jogadores-chave de fora para os preservar”, explicou.

A semana foi intensa, com treinos em quatro períodos, e muito produtiva, segundo o técnico. “Ainda estava faltando o side out, a primeira bola, trabalho de contra-ataque para diminuir erro e ter mais volume, mais consistência na parte ofensiva”, esclareceu. Para Zimmermann, o emocional não tem como ser avaliado em treino porque os atletas não são submetidos a situação de pressão. “Só vamos poder avaliar isso contra o Sada, observando como será a postura contra uma equipe franca favorita, um desafio não só para nós como para qualquer time do Brasil”, justifica.

De acordo com o auxiliar técnico, o jogo deste sábado será marcado pela agressividade. “Não temos o que perder. Estamos cientes que temos de arriscar tudo, no saque, no ataque, porque o coletivo deles é muito forte, muito bom. Trabalhamos a semana toda para sair daqui com o pensamento que temos de ir para o risco”, argumentou. “Aconteceu agora de o Sesi vencer o Sada. Foram pra cima, para o risco no saque, no ataque. Se não arriscar não teremos resultado”, resumiu.

O time volta para Castro no domingo e retoma os treinamentos já na segunda-feira (30) de olho no próximo jogo em casa, no dia 4 de fevereiro, contra o Juiz de Fora Vôlei. Os ingressos já estão sendo vendidos a R$ 15.

Colaboração Assessoria de Imprensa.