Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Caramuru vence primeiro set, mas leva virada do Canoas

(Foto: Divulgação) - Caramuru vence primeiro set, mas leva virada do Canoas
(Foto: Divulgação)

O MV Selmer/Compagas/Caramuru Castro fez sua melhor apresentação na Superliga, no jogo contra o Lebes/Gedore/Canoas, fora de casa, neste sábado (3). Pela primeira vez, o time saiu na frente, vencendo o primeiro set por 25x21, em 23 minutos. No quarto set, os castrenses chegaram a abrir quatro pontos no placar, mas não administraram a vantagem e acabaram perdendo a partida por 1 sets a 3. Até essa sétima rodada, o Canoas tinha três pontos na competição e o Caramuru, um.

O jogo em Canoas (RS) começou muito bom para o Caramuru, que estava quatro pontos atrás, reagiu e passou à frente, em um primeiro set em que as jogadas de ataque foram felizes, o bloqueio funcionou e as cortadas do oposto Edy e as ‘deixadinhas’ de bola do ponteiro Cris fizeram a diferença. No segundo set, a inexperiência atrapalhou novamente e a performance não se manteve. Os erros de saque foram seguidos e as jogadas de ataque não tão certeiras. O set fechou 20x25. No terceiro tempo, outra vez o elenco castrense deslanchou com vários pontos de bloqueio e o levantador Gustavo sacando e pontuando cinco vezes seguidas. No entanto, o bloqueio triplo do Canoas funcionou e a indecisão na recepção do Caramuru resultou na vitória dos gaúchos por 20x25.

O quarto set, ainda que o Caramuru tenha aberto quatro pontos de vantagem, acabou sendo pró-Canoas, em 21x25. O técnico Fábio Sampaio garantiu ter visto a melhor apresentação de seu grupo, mesmo avaliando os jogos contra Taubaté e o Sada Cruzeiro. “Hoje, a gente sabia que tinha um pouco de risco porque eles (Canoas) tinham que ganhar e abusaram do poder de saque. Vieram com um saque muito forte, muito pesado e não conseguimos trabalhar nosso ataque. Mas, a equipe está evoluindo”, avaliou. As derrotas até aqui, segundo ele, se devem ao nível elevado da competição. “Ainda que tenhamos feito dois jogos muito abaixo do esperado, contra Juiz de Fora e São Bernardo, o resto estava previsto no nosso planejamento”, ressaltou.

Mesmo que pareçam estar se distanciando cada vez do objetivo inicial – ficar em décimo e se manter na Superliga – o treinador lembrou que não está medindo esforços para avançar cada vez mais e espera que as coisas comecem a acontecer positivamente. “Segunda-feira é dia de trabalhar. Convoco todos os torcedores castrenses para que nos apoiem na quarta-feira, no (Ginásio Padre José) Pagnacco, porque não vamos decepcioná-los em relação ao nosso trabalho e, não vamos desistir”, enfatizou.

Para o ponteiro Bruno, a vitória não veio por muito pouco, por erros básicos. “Vamos continuar treinando, aperfeiçoando as coisas em que estamos errando muito. Ainda tem muita coisa pela frente, temos muito a melhorar. Tomara que a primeira vitória venha o quanto antes para a gente prosseguir competição”. Cris lembra que o grupo está buscando bons resultados, está evoluindo. “O campeonato exige que se trabalhe duro o tempo inteiro, que sejamos fortes. Minas vai ser outro jogo duro, em casa e, desde já, pedimos o apoio da torcida, que, com toda a galera lá, vai ficará mais fácil”, citou.

Colaboração Assessoria de Imprensa.