Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Em casa, Telêmaco Borba enfrenta Maringá em busca do título

(Foto: Thiago Paes / FPV) - Em casa, Telêmaco Borba enfrenta Maringá em busca do título
(Foto: Thiago Paes / FPV)

Um confronto de gigantes marcará a grande final do Campeonato Estadual Sub-19 – Divisão Especial, naipe masculino. Maringá/Uningá/Amavolei e Telêmaco Borba/AVTB superaram seus oponentes nesta quinta-feira (24) e decidirão o ouro da temporada 2016. A última e decisiva partida acontecerá nesta sexta-feira (25), às 15h30, no ginásio Furtadão, em Telêmaco Borba.

A primeira semifinal colocou frente a frente Maringái e UTFPR/AVP/Curitiba. Em quadra, os dois times protagonizaram um grande jogo, equilibrado desde os primeiros minutos. Apesar da boa atuação dos curitibanos, os maringaenses venceram a partida por 3 sets a 1, com parciais de 25/23, 20/25, 25/20 e 25/17, em 2h05, garantindo a classificação.

Para Felipe Alencar, a equipe obteve um bom aproveitamento no passe e teve tranquilidade para construir o resultado. “No começo da temporada, o nosso passe era o pior fundamento e hoje saiu muito bem. Conseguimos trabalhar a bola e levar essa vitória. A final será muito difícil. Não temos um favorito, pois a disputa está acirrada e quem errar menos vai levar”, destacou o capitão maringaense.

Na outra semifinal, Telêmaco Borba/AVTB travou um excelente duelo contra o Círculo Militar do Paraná. A partida foi extremamente equilibrada, decidida somente nos detalhes. Com mais tranquilidade, principalmente, nos finais de set, os anfitriões garantiram a vitória por 3 set a 0, com parciais de 25/23, 25/22 e 25/20, em 1h17.

Com a vaga garantida, o ponteiro Matheus Assis comentou sobre a oportunidade de jogar em casa a grande final e a importância da presença do torcedor. “A torcida sempre foi um diferencial dos nossos jogos, mesmo quando não estávamos jogando em casa. Hoje, ela nos ajudou a fazer uma boa partida. Sabíamos da qualidade do Círculo Militar, uma equipe de tradição no Paraná, mas entramos em quadra e fizemos a nossa parte”, salientou.

Terceira colocação

Um clássico do voleibol paranaense marcará a disputa pela medalha de bronze. UTFPR/AVP/Curitiba e Círculo Militar do Paraná entrarão em quadra, às 14h, para disputar o último lugar no pódio.

Colaboração Assessoria de Imprensa.