Wilson falha e o Coritiba empata com o Fluminense no Couto Pereira

As chances do Coritiba de escapar do rebaixamento, vão ficando menores a cada rodada que passa.

Em um jogo maluco no Couto Pereira, teve reviravolta no placar, expulsões, gol nos acréscimos, mas não teve a esperada segunda vitória seguida do Coritiba.

“Futebol é assim, a gente não pode dar 1 cm de espaço, perder a concentração por 5 segundos na Série A, que são jogadores de altíssimo nível, assim como nós fizemos os gols, eles aproveitaram as poucas oportunidades que tiveram.” afirmou o auxiliar técnico Júlio Sérgio.

Contra o Fluminense, o Coritiba começou mostrando que realmente ainda acredita na fuga do rebaixamento, mas o final do jogo foi bem diferente, com falha determinante do ídolo Wilson para selar o empate.

“Não é fácil você ir para casa tomando um gol aos 46 minutos, depois de fazer uma partida incrível, de doação, de comprimento de todas as funções táticas pedidas.” disse o auxiliar técnico.

Se fosse só o primeiro tempo, a Piazada do Couto teria garantido o resultado, primeiro com Luiz Henrique, depois com o Natanael, detalhe que os dois passes para os gols foram de Hugo Moura. O Fluminense já pressionou bastante na etapa inicial e no segundo tempo conseguiu os gols, primeiro com Kennedy, fazendo sua estreia no time profissional. Depois com o experiente Fred, mas quando parecia que os cariocas buscavam a virada, Luccas Claro falhou, Neílton deu o passe e Robson acertou o canto. Só que o Coritiba não segurou a vantagem e aos 46 minutos, Wilson aceitou o chute de Caio Paulista. O golpe foi tão grande que a virada do Tricolor das Laranjeiras só não saiu porque o Wellington Silva perdeu uma chance de frente para o gol. Robson e Caio Paulista se estranharam e acabaram expulsos. Foi um 3 a 3 cheio de alternativas e péssimo resultado para o Coritiba. 

Para quem acompanhou o Coritiba no campeonato inteiro, ter cedido empate nos acréscimos não é nenhuma surpresa. Jogando no Couto Pereira, em 16 jogos foram apenas 3 vitórias. O Coxa é o segundo pior mandante do Campeonato Brasileiro e essa péssima campanha em casa, ajuda a entender porque o time está afundado na zona de rebaixamento. 

Agora são seis pontos de distância para o primeiro time fora da zona de rebaixamento, faltando 7 rodadas. A inglória luta contra o rebaixamento segue contra o São Paulo, sábado no Morumbi.


“A gente vai continuar lutando, o mais importante é  que quando você não vê perspectiva, você tem que ficar preocupado, quando você não vê doação, entrega, qualidade, a gente tem que ficar preocupado. Eu acho que essa equipe vem demonstrando isso gradativamente, desde a nossa chegada e nós vamos continuar lutando sempre, sempre, sempre.” finalizou Júlio Sérgio.