Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

2019 promissor: exportações de café solúvel dão bom sinal em janeiro

Crédito: Pixabay - 2019 promissor: exportações de café solúvel dão bom sinal em janeiro
Crédito: Pixabay

De acordo com o primeiro levantamento do ano apresentado pela Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics), as exportações do produto do país somaram 236.644 sacas de 60 kg em janeiro de 2019, representando um incremento de 27,72% na comparação com o primeiro mês do ano passado e de 23,22% frente a janeiro de 2017.
 
Em receita, o desempenho também foi positivo no mês passado. Os embarques de café solúvel do Brasil renderam US$ 34,856 milhões, montante 5,17% superior ao registrado em janeiro de 2018 e 1,39% maior do que no primeiro mês do ano retrasado.

Para o diretor de Relações Institucionais da Abics, Aguinaldo Lima, os números registrados no primeiro mês demonstram que 2019 tem potencial para ser um ano promissor ao segmento. "Iniciamos este ano com dados bem interessantes e que nos indicam que poderemos alcançar um crescimento significativo em relação a 2018, permitindo a manutenção da nossa meta de dobrar as exportações durante a próxima década", comenta.
 
Principais destinos

Entre os cinco principais compradores do café solúvel nacional em janeiro deste ano, os Estados Unidos encabeçaram o ranking com a aquisição de 46.242 sacas de 60 kg, apresentando crescimento de 65,44% ante idêntico mês de 2018. A compra norte-americana rendeu uma receita de US$ 6,334 milhões ao Brasil.
 
Na sequência, vieram: Rússia, importando 34.924 sacas, com elevação de 86,24% e receita de US$ 5,630 milhões; Japão, que comprou 18.115 sacas, única nação a apresentar queda (-40,34% em volume e 58,87% em receita); e Reino Unido e Myanmar, que registraram substancial avanços de 456% e 627%, adquirindo 18.076 sacas (receita de US$ 2,690 milhões) e 14.965 sacas (US$ 1,506 milhões), respectivamente.

Fonte: Agrolink

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo