Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Cooperado faz lição de casa e melhora rendimento do milho de segunda safra

- Cooperado faz lição de casa e melhora rendimento do milho de 2º safra

O ano não foi bom para o milho de segunda safra na área de ação da Coamo. Houve atraso no plantio, faltou chuva e ainda teve casos em que as lavouras foram afetadas por vendavais. A colheita está em andamento, mostrando produtividade de todos os patamares. Contudo, para o cooperado Claudemir Antonio Picolo, de Engenheiro Beltrão (Centro-Oeste do Paraná), ficou uma lição: a importância de uma boa adubação.

O cooperado planta um total de 180 alqueires no distrito de Figueira do Oeste e escolheu uma área de 18 alqueires para um experimento. Em dez alqueires realizou uma adubação mais "pesada", seguindo as recomendações da assistência técnica da Coamo, enquanto deixou oito alqueires como testemunha. De acordo com Claudemir, que hoje (31) falou ao Informativo Coamo, a diferença era visível desde quando as plantas começaram a emergir até a colheita, quando foi comprovada a importância da adubação com uma produção de 20 sacas a mais por alqueire em comparação a área que não recebeu o mesmo tratamento.

O engenheiro agrônomo José Jean de Almeida, da Coamo em Engenheiro Beltrão, explica que o departamento técnico da cooperativa está realizando um trabalho para elevar a produção de milho segunda safra na região e que a área do cooperado Claudemir Antonio Picolo respondeu bem aos investimentos.

O milho de segunda safra segue sendo colhido na região da Coamo, com diferentes resultados de produtividade. A cultura, como se sabe, na maioria das regiões foi afetada por problemas climáticos que vão desde a falta de chuva até a ocorrência de vendavais. Contudo, em algumas regiões os resultados ainda serão razoáveis.

Fonte: Coamo