Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Na viagem que fará a China, ministra vai tratar das exportações de carne e soja

Créditos: Mapa/Divulgação - Na viagem que fará a China, ministra vai tratar das exportações
Créditos: Mapa/Divulgação

Em entrevista depois de reunião com lideranças do setor agropecuário, em São Paulo, a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) disse nesta segunda-feira (22) ter tratado da viagem internacional que fará no próximo dia 6 de maio com o objetivo de ampliar mercado para produtos brasileiros. Na China, seu segundo destino a partir do Japão, irá tratar de possível liberação de novos estabelecimentos para exportação de carne e de relatório pedido por autoridades sanitárias do país com essa finalidade.

“Eles (chineses) vieram aqui no ano passado e fizeram vistorias em dez plantas. A ideia era que abririam até 60 plantas, isso não aconteceu. Aprovaram nove. Mas nos pediram que levássemos os relatórios das demais plantas. Acredita-se que, em um novo momento, será marcada nova visita para fazer vistorias em outras plantas, em função do momento favorável à exportação de proteína animal para lá”, declarou.

“O Brasil exportou para a China no ano passado 88% do total das vendas externas de soja. Nós somos parceiros confiáveis, temos qualidade, nossa soja tem mais proteína. Então, precisamos dizer que continuamos e queremos continuar sendo parceiros. É fundamental ir lá e afirmar isso”, argumentou. Tereza Cristina acrescentou que também discutiu com representantes do setor a necessidade de agregar maior valor aos produtos de exportação brasileiros.

Em Pequim, haverá reunião de governo e, em Xangai, participará da feira Sial, o maior evento do setor de alimentos do país. Tanto em Tóquio, quanto nas cidades chinesas estão previstas ações de promoção do café brasileiro, produto da pauta de exportações que enfrenta queda dos preços no mercado externo.

“A gente não vai falar sobre o preço, mas sobre o mercado. O preço do café é um problema mundial, houve excesso de produção no mundo e, é claro que o Brasil ainda tem espaço para aumentar as suas exportações. E é isso que nós vamos fazer com todos os produtos, não só com o café, com as frutas, carnes, enfim, tudo o que for possível”, declarou.

No Japão, reunião de ministros da Agricultura antecede a reunião do G-20 prevista para junho. “Um dos assuntos é a preparação da visita dos presidentes. Na reunião serão discutidos temas dos diversos países, inclusive terá um novo subgrupo de cinco países (EUA, Chile, Brasil, Argentina e Paraguai) que irá discutir assuntos do interesse desses países com a Ásia”, adiantou a ministra.

Além do Brasil, o G20 tem como integrantes: África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Canadá, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Reino Unido, Rússia, Turquia e União Europeia.

Tereza Cristina lembrou que ainda irá, na mesma missão, “ao Vietnã para conversar com mercado da carne (proteínas), e à Indonésia, também para falar da abertura de novos mercados”.

Caminhoneiros

Questionada sobre medidas em relação aos caminhoneiros, a ministra adiantou que deverá voltar a se reunir nesta terça-feira com o ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, com dirigentes da OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) e da Conab, para tratar do assunto. “Os caminhoneiros demonstraram (em reunião no Mapa na quarta-feira, dia 17) que estão preocupados com a falta de cargas. Isso, porque as empresas acabaram comprando muitos caminhões com as incertezas das tabelas, das multas. Compraram frotas próprias e foi discutido que poderiam transportar para a Conab, mas não conseguiram. Mas, por meio de cooperativas que montaram, estamos vendo essa possibilidade. Na quarta-feira, teremos uma reunião com eles para encaminhamento”.

Fonte: Mapa

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo