Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Abate de bovinos no Brasil cresce pelo 2º ano em 2018; de suínos é recorde, diz IBGE

Créditos: Pixabay - Abate de bovinos no Brasil cresce pelo 2º ano em 2018, diz IBGE
Créditos: Pixabay

O abate de bovinos no Brasil, o maior exportador mundial de carne bovina, cresceu pelo segundo ano consecutivo em 2018, com alta de 3,4 por cento ante 2017, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira, destacando ainda recorde na atividade com suínos.

Ao todo, foram abatidos 31,90 milhões de cabeças de bovinos, com expansão em 17 das 27 unidades federativas do país. Mato Grosso, que detém o maior rebanho, abateu 414,73 mil cabeças a mais e puxou o incremento a nível nacional.

Na sequência aparecem Rio Grande do Sul (+205,13 mil), Paraná (+157,50 mil), Rondônia (+125,93 mil), São Paulo (+122,73 mil), Tocantins (+86,94 mil), Santa Catarina (+44,32 mil), Minas Gerais (+33,88 mil) e Goiás (+27,90 mil). Por sua vez, Mato Grosso do Sul (-142,20 mil cabeças), Pará (-27,89 mil), Maranhão (-25,60 mil) e Espírito Santo (-23,15 mil) reportaram as quedas mais intensas em abates.

Considerando-se apenas o quarto trimestre de 2018, os abates de bovinos somaram 8,14 milhões de cabeças, quantidade 1 por cento maior na comparação anual, mas 1,7 por cento inferior ante o trimestre imediatamente anterior.

Em relação aos suínos, o IBGE disse que os abates cresceram 2,4 por cento no ano passado, para um recorde de 44,20 milhões de cabeças. Do total, 11,10 milhões se deram no quarto trimestre, com ligeiro aumento de 0,4 por cento ante o período de outubro a dezembro de 2017.

Fonte: Agrolink

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo