Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Receita cambial do frango volta a superar a da carne bovina

Créditos: Pixabay - Receita cambial do frango volta a superar a da carne bovina
Créditos: Pixabay

Entre as três principais carnes exportadas pelo Brasil, só a carne de frango completou o primeiro trimestre de 2019 registrando aumento de preço. Em função disso e apesar de uma queda de, praticamente, 8% no volume embarcado, gerou receita cambial que – embora por pequena diferença (+1,12%) – volta a superar a receita da carne bovina, fato que não ocorreu nos dois meses anteriores.

Os dados compilados pelo MAPA junto à SECEX/MDIC apontam que enquanto as carnes bovina e suína encerraram o trimestre com quedas no preço médio de 8% e 7%, respectivamente, a carne de frango obteve aumento de pouco mais de 4%. A carne de peru também experimentou valorização no período (+3,44%), mas como sua participação na exportação de carnes é mínima (cerca de meio por cento do volume e da receita) pouco interferiu nos resultados do setor.

No balanço do trimestre, as quatro carnes enfrentaram queda na receita cambial. Mas só na carne de frango –em decorrência do melhor preço médio – o índice de redução foi significativamente menor que uma eventual queda no volume.

Assim, os embarques de carne suína apresentaram relativa estabilidade (redução de apenas, 0,2%), mas a receita cambial caiu mais de 7%. Já a carne bovina, cujo volume aumentou 2,5%, sofreu queda de receita superior a 5,5%. Já a carne de frango, inversamente, exportou volume quase 8% menor, mas sua receita recuou apenas 4%.

Fonte: Agrolink

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo