Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Avaliação de águas pelo Tecpar contribui para saúde pública

- Avaliação de águas pelo Tecpar contribui para saúde pública

No Dia Mundial da Água, comemorado nesta sexta-feira (22), o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) tem uma forte atuação para garantir a qualidade da água no Paraná e no Brasil.

O dia foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1992.

Para garantir a qualidade da água utilizada em diversas finalidades, o Tecpar faz análises em águas superficiais, procedentes de rios, lagos, nascentes e subterrâneas, como poços artesianos, para atender as necessidades de empresas públicas e privadas.

A atividade é reconhecida e acreditada pela Coordenação Geral de Acreditação do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

O diretor-presidente do Tecpar, Fábio Cammarota, diz que a avaliação das águas é um serviço de importância econômica e social para o Paraná, pois contribui tanto para a saúde pública, quanto para a qualidade na produção industrial e gestão ambiental.

“A estrutura de laboratórios e a equipe multidisciplinar do Tecpar permitem que possamos prestar este serviço às empresas e instituições em todo o território nacional com precisão e eficiência, avaliando a qualidade das águas e emitindo laudos que atestem o cumprimento das legislações vigentes”, afirma.

Segundo Cammarota, o serviço feito pelo Tecpar soma-se às demais instituições estaduais que contribuem para garantir a qualidade das águas no Paraná, como a Sanepar, Instituto das Águas e Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e Turismo.

Qualificação reconhecida  

O Tecpar é habilitado pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) para fazer análises e ensaios ambientais em seus laboratórios. O serviço de análise de águas é realizado no Centro de Tecnologia em Saúde e Meio Ambiente.

A gerente do centro, Daniele Adão, explica que nos laboratórios são analisadas amostras de água para diversas finalidades, entre elas o consumo humano, a classificação de águas minerais, e o uso em processos industriais. Além dos ensaios que atestam a qualidade da água também são feitos ensaios que acusam ou não a presença de contaminantes químicos, como os resíduos de agrotóxicos e metais pesados, e biológicos, coliformes e bactérias.

“A água destinada ao consumo humano deve atender certos requisitos de qualidade para que não se torne tóxica ou imprópria para o consumo”, afirma Daniele. Por essa razão, diz ela, o Ministério da Saúde define padrões de potabilidade por meio de suas portarias de maneira a evitar doenças que são causadas pela presença de substâncias na água, tais como a fluorose (excesso de flúor) e o saturnismo (acúmulo de chumbo).

Cromatografia de íons  

No ano passado, o Tecpar obteve nova acreditação junto à Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro para fazer ensaios por cromatografia de íons, técnica analítica que possibilita maior agilidade nas avaliações de conformidade de águas para inúmeras aplicações.

Rápida e eficaz, a técnica permite identificar a quantidade de cátions e ânions, como o cálcio, o magnésio, o sulfato, o fluoreto, o nitrato e outros íons presentes na água. Esta identificação é necessária em diversas situações.

Até a implantação da cromatografia, para se determinar a composição inorgânica de uma água era necessária a aplicação de diversas técnicas analíticas individuais, que aumentavam o tempo de avaliação e o custo para a obtenção dos resultados. A técnica atual atende a requisitos de normas técnicas e legislações, como as que estabelecem a qualidade da água para usos industriais, dos ministérios do Meio Ambiente e da Saúde.

Outros serviços  

Além da avaliação da qualidade da água, o Centro de Tecnologia em Saúde e Meio Ambiente do Tecpar também desenvolve soluções tecnológicas e realiza ensaios tecnológicos em outros cinco segmentos: agroquímica, alimentos, fertilizantes e corretivos agrícolas, meio ambiente e microbiologia e toxicologia.

Os laboratórios do centro têm reconhecimento de suas competências com ensaios registrados no Ministério da Agricultura, Abastecimento e Pecuária, habilitados na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e na Rede Brasileira de Laboratórios Analíticos.

Fonte: AEN

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo