Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Embrapa assina contrato para desenvolvimento de vacina da pasteurella e lança nova versão do Custo Fácil

- Embrapa assina contrato para desenvolvimento de vacina da pasteurella

No próximo dia 26 de setembro, às 18h30, a Embrapa Suínos e Aves reunirá, em seu estande institucional na PorkExpo 2018, em Foz do Iguaçu/PR, convidados e parceiros para uma solenidade de assinatura de parceria e de lançamento de aplicativo. Na ocasião, a chefe geral da Embrapa Suínos e Aves, a pesquisadora Janice Zanella, e o representante da Ouro Fino farão a assinatura do contrato de parceria que estabelece o desenvolvimento e comercialização de uma vacina de uso veterinário para controle da pasteurelose suína causada pela PmA.

A Embrapa desenvolveu um protótipo de vacina, que deve ser finalizada pela Ouro Fino, e que vai atuar no foco da doença, ou seja, no controle do agente (PmA). A escolha da empresa ocorreu por meio de edital público, aberto em fevereiro deste ano, que previa a seleção de uma empresa para co-desenvolvimento e comercialização de vacina de uso exclusivo veterinário para controle da pasteurelose suína causada pela Pasteurella multocida sorotipo A (PmA) em conjunto com a Embrapa.

A bactéria Pasteurella multocida (Pm) é considerada um importante microrganismo que faz parte da microbiota residente no trato respiratório dos suínos. Até o momento, foram identificados cinco sorotipos capsulares (A, B, D, E e F) e 16 sorotipos somáticos. O sorotipo A, objeto da pesquisa da Embrapa, é um dos mais encontrados em lesões pneumônicas em suínos. De acordo com pesquisadores, a Pm induz quadros clínicos variáveis, dependendo do grau de imunidade do animal, da virulência da cepa e do sorotipo envolvido. Os sintomas mais agressivos ocasionam pneumonia hemorrágica, pleurite e pericardite.

Na mesma ocasião, a Embrapa Suínos e Aves apresentará a nova versão do aplicativo Custo Fácil, desenvolvido para smartphones com sistema Android. A novidade nesta versão é a possibilidade de envio de dados para a Embrapa, para a construção de uma base de dados sobre as integrações, inédita no Brasil. De acordo com o pesquisador Marcelo Miele, responsável pelo desenvolvimento da ferramenta, o Custo Fácil 2.0, além de contribuir com a geração de uma estatística pública sobre custos de produção, rentabilidade e geração de caixa nas integrações, permitira aos usuários cadastrados o acesso a esta base de dados para comparar seus resultados. Essas informações são divulgadas apenas de forma estatística, sem a identificação do informante ou do nome da granja.

O Custo Fácil é uma ferramenta para ajudar produtores integrados e assistência técnica na gestão da granja. Com ele é possível organizar os dados e gerar as informações necessárias para estimar o custo de produção, a rentabilidade e a geração de caixa dos integrados com contratos de parceria e comodato nos sistemas de produção de suínos em creche e terminação, produção de leitões e frangos de corte.

No Portal da Embrapa Suínos e Aves é possível consultar a página especial sobre a pasteurella e do Custo Fácil.

Fonte: Embrapa

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo