Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Estudantes visitam cultivo de rosas

- Estudantes visitam cultivo de rosas

A diversidade de cores e a delicadeza das rosas atraíram a atenção de estudantes do curso de Agronomia da Faculdade Terra, durante uma visita técnica a uma propriedade de Araruna. Os estudantes conheceram como a produção de flores pode se tornar uma atividade lucrativa para o produtor familiar.

Toninho e Cida, proprietários do Sítio Santa Emília, receberam os estudantes e falaram sobre a implantação do roseiral na propriedade. Atualmente o casal cultiva cerca de dezessete variedades diferentes de rosas, garantindo produção o ano todo. Para Darwin Caleff Ramos, do Instituto Emater, o importante é ver as flores como uma diversificação na pequena propriedade e uma atividade que dá renda à família. Ele destacou que esse resultado é importante para que ocorra a sucessão familiar. È o que está acontecendo no Sítio Santa Emília. Além dos proprietários, a propriedade também emprega o filho, a nora e a filha do casal. O extensionista também destaca que é preciso investir em melhorias do cultivo. Recentemente a família passou a fazer o cultivo protegido, com o objetivo de melhorar a qualidade das rosas e reduzir a necessidade de aplicações de fungicida.

Durante a visita os alunos também puderam verificar, na prática, diversos conceitos. Um deles foi o movimento da água do solo para a planta e atmosfera. Tiago Hachmann, extensionista de Janiopolis, destacou a importância de se conhecer conceitos básicos de fisiologia vegetal para poder manejar o ambiente e garantir a qualidade e durabilidade das hastes. Ele acrescentou que há um grande mercado para a floricultura no estado, uma vez que boa parte das flores vem de outras regiões do país. Para Cida e Toninho o incentivo da Featep e do Instituto Emater foi importante quando eles resolveram investir na produção de rosas. A atividade hoje é um sucesso, mas os produtores não estão acomodados. Frequentemente o casal viaja para conhecer outros produtores e aprimorar as técnicas de produção. Toda a produção é vendida nos municípios da região.

Fonte: Emater

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo