A catedral de Notre-Dame está pronta para ser restaurada após conclusão de obras de segurança

PARIS (Reuters) – O trabalho de escoramento da Notre-Dame de Paris foi concluído, permitindo que a restauração da catedral comece dois anos depois que um incêndio destruiu o sótão e fez sua torre desabar, disseram autoridades neste sábado.

Logo após o incêndio de abril de 2019, o presidente Emmanuel Macron disse que a catedral –que data do século 12– seria reconstruída e mais tarde prometeu reabri-la aos fiéis em 2024, quando a França sediar os Jogos Olímpicos.

A fase final dos esforços para proteger sua estrutura incluiu o reforço das abóbadas danificadas pelo fogo com gigantescas armações de madeira em forma de arco, disse a agência estatal que lidera o trabalho, acrescentando que está no caminho certo para cumprir a data-alvo de reabertura estabelecida por Macron.

A catedral será restaurada ao seu projeto anterior, incluindo a torre de 96 metros projetada pelo arquiteto Eugene Viollet-le-Duc em meados de 1800 e para a qual madeira nova foi selecionada.

O trabalho de restauração está previsto para começar nos próximos meses, após um processo de licitação para selecionar empresas. Antes disso, uma operação de limpeza das paredes internas do prédio e do piso será iniciada neste mês, informou a agência em um comunicado.

Por Gus Trompiz e Matthieu Protard