A fé e a difícil rotina dentro das unidades de saúde de Foz

Cristãos de diferentes igrejas se reuniram em frente ao hospital municipal para rezar pelos pacientes e profissionais que trabalham na linha de frente no combate ao coronavírus

A rotina dentro das unidades de saúde não tem sido fácil nestes últimos dias. Os profissionais trabalham exaustos para salvar vidas, a fé do lado de fora tem sido um folego extra para seguirem na luta. Com os leitos da UTI destinados a COVID ocupados, Foz do Iguaçu bateu um triste recorde nessa semana. Em um único dia 12 pessoas morreram por conta da doença.

No pior cenário da pandemia na cidade, voluntários e familiares de pacientes se unem em uma corrente de oração. Com as mãos estendidas, de joelhos e cantando louvores fieis movidos pela fé oram pelos profissionais da saúde e pela cura dos pacientes internados no hospital.

Enquanto as pessoas oram, a movimentação no hospital continua, ambulâncias com pacientes chegam a todo momento. Muitas das pessoas não se conhecem, são de religiões e igrejas diferentes, mas acreditam na mesma coisa, que a fé cura.

Veja mais detalhes sobre este caso na reportagem completa do Tribuna da Massa Foz do Iguaçu e região desta sexta-feira (12):