Anatel conclui disponibilização do 5G nas capitais

A tecnologia 5G chega a mais cinco capitais brasileiras a partir de quinta-feira (6). O anúncio foi feito pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). São cidades da região Norte do país onde a faixa de sinal de quinta geração estará liberada para funcionar.  

A nova tecnologia permite transmissão de dados de forma mais veloz — estima-se até 100 vezes mais rápida que a banda 4G , estável e quase sem perda de tempo de resposta: entre a emissão e a recepção da mensagem, a diferença é praticamente zero (latência).

Sinal que faltava

Belém, Macapá, Manaus, Porto Velho e Rio Branco completam o quadro nacional de capitais com o 5G disponível. Inicialmente, o cronograma de liberação da tecnologia 5G nas maiores cidades brasileiras previa que todas estivessem com sinal liberado até o fim de junho de 2022. Depois de dois adiamentos solicitados pela Anatel, o calendário atualizado estipulava novo prazo, até 28 de outubro. 

Frequência ocupada

A nova tecnologia trafega pela frequência de 3.5GHz. De acordo com o Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções (Gaispi), ocorre que esta é uma frequência ao menos parcialmente “ocupada”; é por essa mesma via que passa o sinal de TV das antenas parabólicas. Daí a necessidade de “limpar” o sinal para deixar o caminho aberto para a nova tecnologia. 

Com a conclusão desta etapa, o calendário aponta na sequência para a chegada do 5G às cidades com mais de 500 mil habitantes até janeiro do ano que vem. E até a virada do primeiro para o segundo semestre de 2023 (31.jul) atingir as cidades com mais de 200 mil habitantes. A meta final, segundo a Anatel, é levar o 5G a todas as cidades do país até 2029.

As famílias inscritas no cadastro único dos programas do governo federal receberão kits de adaptação de antenas para substituir as antigas parabólicas. 

Informações SBT News