Aneel propõe tornar Pix opção de pagamento obrigatória para conta de luz

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs tornar obrigatória a adição do Pix como opção de pagamento da conta de luz. A proposta ficará aberta para consulta pública por 45 dias, a partir desta quarta-feira (14). Caso aprovada, as distribuidoras de energia terão um prazo de 90 dias para implementar a medida.

“A intervenção regulatória, além de melhorar a experiência para o consumidor, poderá reduzir os custos operacionais das distribuidoras, o que poderá se reverter em modicidade tarifária. Além disso, a alteração incentiva a modernização dos processos de arrecadação e cobrança, prezando pela modernização na relação das distribuidoras com seus consumidores”, disse a Aneel.

A iniciativa acontece em meio a acordo com o Banco Central, que, em 2020, propôs tornar o Pix um meio de pagamento das faturas de energia elétrica. Com o passar dos anos, no entanto, não houve uma uniformidade na adesão, uma vez que algumas empresas já aderiram a alternativa, enquanto outras estão com dificuldade.

A agência ressaltou que, independente da medida, as demais formas de pagamento, como débito em conta e por código de barras, continuarão válidas.

Informações SBT News