Após decisão da Justiça, ônibus voltam a circular em Ponta Grossa com redução na frota

Devido à falta de salário de funcionários, uma greve foi anunciada na última segunda-feira (5)

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) emitiu decisão sobre dissídio coletivo, ajuizado pelo Sindicato dos Motoristas, Cobradores e Trabalhadores em Empresas de Transportes Coletivos (Sintropas), e determinou que 50% da frota do transporte público volte a circular, a partir desta sexta-feira (9).

Na segunda-feira (12), acontece uma audiência de conciliação entre sindicato, Viação dos Campos Gerais e Prefeitura para que ambos encontrem uma solução para resolver a questão do pagamento dos trabalhadores.

“Dessa forma, considerando-se a essencialidade das atividades de transporte representada pela empresa Suscitante/Suscitada, a confirmação da greve, e a excepcionalidade do período de pandemia atual, prudente fixar, desde logo, nos termos do mesmo art. 11, da Lei 7783/1989, como obrigação de fazer, pelo Sindicato e pela empresa, a manutenção em atividade de 50% (cinquenta por cento) da frota circulante”, conforme consta na sentença.

Paralisação

Devido à falta de salário de funcionários da Viação Campos Gerias (VCG), o Sintropas anunciou uma greve na segunda-feira (5) exigindo o pagamento dos trabalhadores.

A empresa já argumentava não ter recursos para bancar o salário dos funcionários devido à queda no número de passageiros por conta da pandemia do coronavírus e às medidas restritivas determinadas pela Prefeitura de Ponta Grossa.

Colaboração Assessoria/Prefeitura de Ponta Grossa